Publicada em 03/04/2017, às 11:07

Análise: Wendel comanda o Flu e surge como nova promessa tricolor

Além de marcar o gol no 1 a 1 com o Flamengo, volante é o melhor do time reserva escalado por Abel Braga. Atuação rende elogios do comandante

Wendel marcou o primeiro gol pelo profissional do Flu. Ele tem sete jogos (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

Wendel fez o gol do Fluminense no empate com o Flamengo, domingo, em Cariacica. Porém, o volante foi o destaque tricolor no clássico da Taça Rio por todo um repertório. Apesar dos 19 anos, comandou o time reserva escalado por Abel Braga. Ditou o ritmo dos ataques, com qualidade na saída de bola, e as roubadas de bola, com marcação adiantada. Quase faz a torcida esquecer Douglas, o titular da posição, o que o eleva a mais uma promessa de Xerém.

É improvável que Wendel esteja em campo na quarta-feira, no Maracanã, diante do Liverpool, do Uruguai, na estreia da Sul-Americana, competição prioritária do clube. Mesmo que Douglas ainda se recupere de dores musculares nas duas coxas, deve estar em campo. O suplente, entretanto, não teria dificuldade de substituí-lo. O que não chega a ser uma novidade a quem pertence ao dia a dia do clube.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

- O garoto foi inserido no elenco faz pouco tempo. O que nos surpreende, a comissão técnica, a direção e especialmente os colegas, é a maneira espontânea e criativa com que joga. Dá dinâmica ao time. A personalidade dele é grande, dá segurança. Ele tem a confiança dos colegas. É humilde, simples, muito do bem, trabalha bem, não fala nada e joga muito - comentou Abelão.



Antes do gol, chute que contou com desvio de Rafael Vaz, Wendel já havia levado perigo a Muralha. Roubou a bola em três oportunidades, no campo de ataque, na saída de bola adversária. Armou contragolpes que quase resultaram em gol. Outras duas vezes, dentro da área, finalizou e quase abriu o placar.

Wendel foi captado para a base do Flu em setembro de 2015. Veio do Tigres. Foi escolhido justamente para suprir a ausência de Douglas, que àquela altura já estava no profissional. Teve destaque ao marcar três gols na goleada de 10 a 0 sobre o Capivariano na Copa São Paulo de Futebol Junior de 2016. Evoluiu mesmo na competição do ano seguinte, o que o fez ser escolhido para integrar o grupo reformulado de Abel.

A partida diante do Fla não foi a primeira boa atuação da temporada. No clássico contra o Botafogo, no qual o Fluminense venceu por 3 a 1, Wendel entrou no intervalo. Quando o Tricolor perdia por 2 a 0. Ajudou na virada construída em 23 minutos. Nas palavras de Abel, "deu show". É tímido, tem em Marquinhos Calazans um dos grandes amigos no grupo.

O Flu volta a treinar na tarde desta segunda-feira. Na semifinal da Taça Rio, vai enfrentar o Botafogo. Antes, porém, encara o Liverpool, pela Sul-Americana.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Marlon e Peu são inscritos na Copa Sul-Americana pelo Fluminense
- Sem vencer em casa há 50 dias: Flu amarga jejum no Rio e cai na tabela
- Sem Scarpa, com Richarlison; Flu vai a Quito sem laterais e uma novidade
- Com promoções, Flu convoca torcida para partida contra o Corinthians
- Leia mais notícias sobre Fluminense em www.futnet.com.br/fluminense

Mais sobre - Fluminense