Publicada em 31/03/2017, às 08:18

Fichas na mesa: quais são as cartas na manga de Mano e Roger para clássico

Ábila começa jogando? Lucas Silva como titular? E no Galo? Tem vaga para Adílson jogar? As possibilidades dos treinadores para o jogo entre Cruzeiro e Atlético-MG

Cruzeiro x Atlético-MG se enfrentam no sábado (Foto: Agência Estado)

"Clássico é clássico, e vice-versa". A frase ficou eternizada no futebol de uma forma engraçada. Mas demonstra bem a importância que um tipo de partida como esse tem para os clubes e a torcida. É um tal de fecha treino daqui, esconde escalação dali. Na véspera para o principal jogo do estado: Cruzeiro x Atlético-MG, não faltam pontos de interrogação na cabeça de torcedores e também dos dois treinadores. A partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro, neste sábado, no Mineirão, podem ter surpresas dos dois lados. Mas quais são as possíveis cartas na manga que Mano Menezes e Roger têm?

O GloboEsporte.com, com a ajuda do comentarista Henrique Fernandes, tentou desvendar quais os possíveis "truques" que Mano e Roger tentarão aplicar no adversário. O treinador cruzeirense tem de volta Arrascaeta e Caicedo, que estavam nas Eliminatórias.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Pelo lado do Cruzeiro, Mano deve, principalmente, aprontar surpresas do meio para frente, apostando em uma composição diferente. Henrique Fernandes apontou as possibilidades.



- Acho que a tendência é Ábila sair do time para a entrada do Arrascaeta, mas isso não é uma certeza. Uma opção surpreendente que Mano Menezes tem é de sacar Alisson do time, mas não colocando o uruguaio na ponta pelo lado esquerdo, onde o próprio treinador entende que ele rende menos, mas sim atuando centralizado na linha de três, com liberdade para entrar na área, sempre que possível, e definir as jogadas. Com isso, Rafael Sobis seria deslocado para o lado esquerdo, onde jogou em algumas partidas em 2016, e Ábila seguiria como referência do time. O Cruzeiro teria, assim, seus três melhores finalizadores em campo, mas o desentrosamento dessa linha de ataque poderia interferir na criatividade ofensiva.

No Galo, a mudança, para Henrique Fernandes, pode surgir é no meio de campo.

- O Adílson é um jogador que chegou com o peso de ter experiência no futebol europeu e boa capacidade técnica. Apesar da visão de muita gente, acho que tem condições de ser um segundo homem de meio-campo, ganhando a vaga do Cazares, principalmente em jogos em que o adversário é técnico e costuma ter muita posse. É o caso do jogo de sábado. Com Adílson ao lado de Rafael Carioca na linha central, Elias passaria a ter muito mais liberdade para infiltrações e jogadas ofensivas. Será que entra já no clássico? Não é provável, mas é uma possibilidade, já que Adílson estreou no fim de semana e não se saiu mal em campo.

O clássico mineiro é válido pela penúltima rodada do Estadual. O time celeste tem 21 pontos e está em segundo lugar, com seis pontos a menos que o Atlético-MG, líder e já com o primeiro lugar garantido na fase de classificação. Quais serão as estratégias usadas pelos dois treinadores para surpreender o rival? Só quando a bola rolar, iremos saber...

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Matheus Jesus veste boné e explica preferência por Santos ao São Paulo
- Juninho festeja vitória do mistão do Palmeiras: 'Mostramos nossa força'
- Fagner, do Corinthians, está na mira da Inter de Milão, diz jornal
- Após empréstimo, Santos negocia zagueiro em definitivo com o Sion, da Suíça

Últimas