Publicada em 30/03/2017, às 21:02

Entenda o que Ceni analisa para definir quem dará lugar a Thomaz e Edimar

Técnico do São Paulo vai inscrever reforços no mata-mata do Paulistão, mas quem sai? Lesionados, zagueiros e último inscrito são os favoritos a deixarem o torneio

Thomaz fez primeiras atividades com o São Paulo na tarde desta quinta-feira (Foto: Fernando Vidotto)

Rogério Ceni tem até esta sexta-feira para definir quem cederá lugar aos reforços Edimar e Thomaz na lista de inscritos do São Paulo no Paulistão. O meia, ex-Jorge Wilstermann, teve sua documentação regularizada no BID da CBF. O regulamento permite até quatro trocas na lista inicial de 28 para o mata-mata.

O rival das quartas de final é o Linense, com primeiro jogo neste domingo, às 16h, no Morumbi, e o segundo no mesmo local e horário, mas no outro sábado (8 de abril).

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Um dos aspectos analisados pelo treinador é equilibrar o elenco da melhor maneira. Por isso, um dos seis zagueiros pode perder lugar. Maicon, Rodrigo Caio e Lugano estão garantidos.



Lucão (quatro jogos no ano), elogiado por Ceni pela qualidade na saída de bola, Douglas (seis) e Breno (cinco) foram os defensores que menos atuaram. Um deles pode perder lugar. Wellington, volante com três chances no ano e último inscrito entre os 28 na primeira fase, também.

– Contratei um lateral-esquerdo para tê-lo à disposição nesses jogos, e vou inscrever. E mais um meia, porque necessitava, então também vou inscrever. No lugar de quem, vamos definir com calma até sexta. Vendo todos os exames e conversando com o departamento médico para ver quem demora mais para voltar, vamos dar o parecer final – disse Ceni.

Citado pelo treinador, o departamento médico será fundamental para decidir as trocas do São Paulo. Isso porque Lucas Fernandes se recupera de um estiramento muscular, problema que normalmente leva de três a quatro semanas para consolidar a recuperação.

Cueva também tem um estiramento considerado leve na coxa esquerda e um edema no local. Mas o peruano é o principal jogador da equipe. O lateral-direito Bruno, por sua vez, tem uma torção no tornozelo direito.

Na visão de Ceni, se um dos lesionados perder mais de três jogos do torneio não seria viável mantê-lo para o mata-mata. A não ser no caso de Cueva, protagonista da equipe. No fim de semana, o Tricolor também definirá os 30 inscritos da Copa Sul-Americana.

– Vou parar, pensar e conversar com a comissão. Sempre falei que tinha bastante zagueiro. Como são só seis jogos, tenho dois lesionados: Lucas Fernandes e Bruno. Preciso conversar com o departamento médico para ter noção de tempo de cada um, ver o exame do Cueva também. Se perder três ou quatro jogos é mais de 50% do restante. Assim como optei pela não inscrição do Lyanco, porque perderia mais da metade do Paulista e não fez a pré-temporada, também tenho de pensar agora no lado das lesões. Tenho de ter equilíbrio.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Em treino cheio de incentivo, Dorival cobra mais velocidade no São Paulo
- Hernanes chega ao Brasil com festa da torcida tricolor: 'O Profeta voltou'
- Boca supera italianos e São Paulo venderá Centurión aos argentinos
- Esposa grávida e obstinação: Edimar diz que recusou Europa por São Paulo
- Leia mais notícias sobre São Paulo em www.futnet.com.br/saopaulo

Mais sobre - São Paulo