Publicada em 30/03/2017, às 20:34

Caso Manu: Grêmio confirma viagem de joia mirim e pai para Barcelona

Diretor jurídico afirma que clube deve reunir informações durante 45 dias sobre o caso e mantém a intenção de fazer reclamação na Fifa por aliciamento do clube espanhol

Manu no Barcelona (Foto: Arquivo Pessoal)

O Caso Manu, pouco a pouco, ganha desdobramentos e segue na pauta do Grêmio. Ao GloboEsporte.com, o diretor jurídico do clube gaúcho Nestor Hein confirma a ida do garoto de 10 anos e do pai, José Raimundo, para Barcelona. Uma fonte próxima da família em Porto Alegre também admitiu o deslocamento para a Europa - o escritório de advocacia que analisa o ocorrido prefere se manifestar nos próximos dias. O Tricolor agora angaria documentos e provas e mantém a ideia de apresentar reclamação na Fifa contra o Barcelona por suspeita de aliciamento, mesmo após as seguidas negativas dos catalães.

Nestor Hein diz que Manu viajou a Barcelona e cumpre os primeiros passos para se instalar na cidade espanhola. O pai procura apartamento e mantém os primeiros contatos, segundo o dirigente. Hein também afirma que um clube servirá de "barriga de aluguel" e abrigará o menino até que o Barcelona possa contratá-lo.

– Devemos ter um levantamento completo de 45 dias, depois de ele se instalar lá em Barcelona, nós termos conhecimento de quem é a barriga de aluguel, estas coisas. Mas tudo que estávamos dizendo antes está se confirmando. Ele está lá e vai ficar – disse Hein ao GloboEsporte.com.

Leia Mais
- Com terceiro problema no ano, Maicon soma metade dos jogos de titulares do Grêmio
- Volante Maicon pode ser desfalque contra o Guaraní
- Hora da verdade! Grêmio recebe o Guaraní-PAR em duelo pela liderança
- Copa América 2019 será disputada em sete cidades brasileiras
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

Conforme apurado pelo GloboEsporte.com, a viagem ocorreu no último domingo, após a família permanecer mais de uma semana em Tramandaí, balneário gaúcho. O site ainda consultou o advogado Felipe Russowsky, que analisa todo o caso. Em Porto Alegre, ele deve se manifestar em nome da família nos próximos dias.

Nas últimas semanas, Manu não apareceu na academia onde estava se preparando fisicamente para se apresentar ao novo clube. Também postou nas redes sociais com chuteiras do mesmo fornecedor de material esportivo do Barcelona e seu nome grafado.

Considerado uma das joias da base gremista, Manu foi autorizado pelo Grêmio a participar de um período de treinos no Barcelona, de 23 de janeiro a 10 de fevereiro desse ano, durante as férias escolares. Viajou acompanhado de um funcionário do Grêmio, treinou lá e tirou fotos com craques da equipe catalão, como Messi e Suárez. Mas depois disso não se reapresentou mais no CT do Cristal, onde treinam as escolinhas gremistas, na data marcada para o reinício das atividades, em 7 de março. O pai do menino ainda pediu demissão do emprego de segurança do clube e anunciou a mudança para Barcelona, o que despertou a suspeita de aliciamento e uma série de negativas do Barcelona e do ex-jogador e empresário Mazinho, que intermediou a ida do menino para a Espanha.

O Barcelona nega veementemente qualquer interesse no garoto. O empresário André Cury, representante do clube espanhol no Brasil, chegou a entrar em contato com o Grêmio para dar essa versão. Na Europa, o ex-jogador Mazinho, que pediu autorização ao clube espanhol para que o menino treinasse lá, disse não entender a acusação do Grêmio e que esperava uma retratação. Tetracampeão em 1994, ele é pai e empresário de Rafinha, do Barcelona, e Thiago Alcântara, do Bayern de Munique.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio