Publicada em 30/03/2017, às 16:10

Bom reforço? Novo lateral do São Paulo diz: 'Todos sabem quem é ruim'

Edimar usa bagagem na Europa e passagem pelo Cruzeiro como argumento sobre por que o Tricolor o contratou. Ele chega com o aval de Ceni, cuja conversa o motivou a mudar

Edimar já vestiu a camisa do São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Para quem tem dúvidas sobre os motivos que levaram o São Paulo a contratar o lateral-esquerdo Edimar, o próprio jogador tratou de apresentar seus argumentos. Apresentado nesta quinta-feira, o lateral de 30 anos diz que, se fosse ruim, o clube não o teria contratado. Ele usou da tradicional frase "não existe mais bobo no futebol" para justificar.

- Você poderia me avaliar como jornalista. O que me qualifica a essa pergunta sua, é o tempo que estive na Europa. No futebol não existe mais bobo, hoje todo mundo sabe quem é bom, quem é ruim, se eu estou no São Paulo hoje é porque minhas qualidades foram vistas, agradeço muito ao Rogério Ceni, por ter me dado essa chance. O que qualifica é isso, a bagagem, de ter defendido dois grandes clubes - afirmou o jogador, que recebeu a camisa 16 das mãos do diretor de futebol José Jacobson.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Edimar chegou emprestado até o fim do ano pelo Cruzeiro. Ele contou que uma conversa com o técnico Rogério Ceni foi decisiva para sua decisão de mudar de ares. O comandante aprovou a contratação do jogador para ser uma opção ao titular Júnior Tavares.



- Ele me ligou na terça-feira, logo após o jogo. Uma conversa que nunca tinha tido com treinador. Ficamos uns dez minutos conversando, até coisas pessoais. Foi um contato muito próximo, que me deixou muito confiante para vim. Ele destacou as qualidades, isso me deu confiança e agradeço muito por essa oportunidade - disse Edimar.

Regularizado, o lateral será inscrito no Campeonato Paulista e já fica à disposição para as quartas de final contra o Linense, que começam domingo no Morumbi. Confira outros trechos da entrevista do lateral:

Por que trocar?
Aceitei o desafio porque o São Paulo é um enorme clube e se tratando de São Paulo não existe um jogador que não queira jogar. Então quando apareceu a oportunidade, não hesitei, porque sei que é uma casa de grandes histórias. E tenho certeza de que será um desafio em que poderemos contar com grandes frutos.

Por que não vinha tendo chances?
De se ressaltar os números que tive no segundo semestre pelo Cruzeiro. Estava numa situação difícil e joguei 27 jogos. Então, mostra alguma coisa. Este ano realmente não tive chances, por opção do treinador. Mas destacar essa chance com esse manto, vou honrar muito para tentar chegar nos nossos objetivos.

Conversa com Rogério
Conversei com o Rogério já, pelo telefone, um pouco no campo. O mais importante foi a confiança que ele mostrou na nossa contratação, de aceitar esse desafio. E por posição, vou respeitar ao máximo o Júnior, garoto que tem suprido essa necessidade. Pelo que vi, muito bom jogador e vai ter muito respeito. O mais importante é o São Paulo atingir os seus objetivos. E minha bagagem de oito anos na Europa me qualifica muito na parte tática, técnica, e é isso que o São Paulo precisa.

Decisões
Estou muito feliz por chegar num momento decisivo como esse. Todos querem disputar esses jogos e um grande clube tem de estar nesses jogos mesmo. Estou muito confiante de que vamos ter sucesso nessa casa. Estou muito feliz e confiante de que vai dar tudo certo. Já nesses próximos desafios queremos entrar com tudo para alcançar os objetivos, chegar e ser campeão.

Diferenças entre Brasil x Europa
Futebol totalmente diferente. O lateral quando joga aqui, joga mais ofensivo. Lá, tem de se adaptar à linha de quatro, sabendo que a primeira tarefa é defender. Mas já estou adaptado, pronto para encarar qualquer desafio. Vou estar pronto para mostrar meu futebol e minhas características para todos.

Fisicamente
Estou totalmente bem, estava treinando com o Cruzeiro, indo para os jogos. Claro que com ritmo, ainda não sei como vai ser, mas Cruzeiro sempre fazia jogos com juniores. Se ele quiser, já vou estar à disposição

Duelo contra o Cruzeiro
Realmente, o Cruzeiro está com uma grande equipe. Ainda não perdeu no Brasil. Grande clube, está com um grande time, o Mano é um grande treinador. Mas o São Paulo é um grande time, vão ser jogos equilibrados, que vão ser decididos por detalhes. E espero que o São Paulo saia vitorioso.

Fonte: LanceNet
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Hernanes de olho: Gomez tenta provar que merece ficar no time
- Em treino cheio de incentivo, Dorival cobra mais velocidade no São Paulo
- Hernanes chega ao Brasil com festa da torcida tricolor: 'O Profeta voltou'
- Boca supera italianos e São Paulo venderá Centurión aos argentinos
- Leia mais notícias sobre São Paulo em www.futnet.com.br/saopaulo

Mais sobre - São Paulo