Publicada em 29/03/2017, às 19:10

Em processo de reformulação na base, Inter demite três treinadores

Clube alega que, apesar de "estar na história do Colorado", não via evolução no trabalho de Rodolfo Paz, do sub-15. Além dele, técnicos do sub-20 e sub-16 saíram

Diego Cabrera (ao centro) conversa com garotos da base do Inter (Foto: Leonardo Fister/Divulgação, Internacional)

Um dos mantras mais repetidos diz que "futebol é resultado". A cada sequência negativa ou troca de treinador surge a frase. Pois o Inter foi de encontro ao ditado. Em uma reformulação nas categorias de base, na qual três profissionais deixaram o clube, um deles ostentava um currículo repleto de conquistas.

Rodolfo Paz, então técnico do sub-15, perdeu o emprego mesmo após conquistar o Gauchão de forma invicta - com 25 vitórias e um empate em 26 jogos, além de 120 gols marcados e apenas oito sofridos –, bem como o Intercontinental na Copa Nike. Na conversa entre o profissional e os dirigentes, foi dito que não tinha o perfil desejado pelo clube, já que apresentava um estilo excessivamente competitivo, em vez de permitir o lado mais lúdico. Diego Cabrera, coordenador-geral da base, dá outra versão sobre a mudança.

- Nas categorias de base, você trabalha com formação, evolução, metodologia de trabalho e conceito, deixa as estatísticas para mais adiante. No sub-20 do São Paulo, ganhei um campeonato com 140 gols. Não são só números. Claro que é importante vencer. Não é fácil vestir uma camisa como a do Inter. O Rodolfo é muito capacitado, com muita qualidade. Ficou muito tempo no Inter. Tem um história no clube que não será apagada – destaca.

Leia Mais
- Brenner pode pegar suspensão de 180 dias por agredir árbitro
- Colorados já compraram 18 mil ingressos para a final do Gauchão
- Zago comanda treino sem presença de zaga titular; Eduardo Sasha é atração
- Copa América 2019 será disputada em sete cidades brasileiras
- Leia mais notícias sobre Internacional em www.futnet.com.br/internacional

Na vaga de Paz, entrou Rafael Bertei, que está no clube há 10 anos e era o comandante do sub-14. Ainda deixaram o Colorado Carlos Leiria, técnico do sub-20 que esteve à frente da equipe na Copa São Paulo de Futebol Júnior – entrou Fábio Matias, do sub-17 –, e Sandro Resende, para a entrada de Ricardo Grosso. Matias e Grosso têm passagens pelo Grêmio, assim como Cabrera. O dirigente entende que esta mudança decorreu do plano de carreira implantado no clube, de valorizar os profissionais.

– Desde o início da gestão, traçamos alguns conceitos e metodologias. Priorizamos e capacitamos os funcionários. Queremos que se aperfeiçoem. Fizemos planos de carreira. Queremos formar funcionários capacitados para atuar na equipe principal. Promovemos os profissionais. O Ricardo Colbachini, que hoje treina o Inter B, começou no sub-16. Agora, subimos o Matias, o Bertei – ressalta.

Além das alterações dos treinadores, o clube também modificou outros setores na base. O Inter decidiu integrar as categorias sub-10 e sub-11.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Internacional