Publicada em 29/03/2017, às 13:51

Defesa vaza em 80% dos jogos e faz Inter "sofrer" por vitórias no Gauchão

Colorado repete "sina" da campanha do rebaixamento no Brasileirão do ano passado e passa por dificuldades em seu sistema defensivo no Campeonato Gaúcho

Defesa do Inter vaza em 80% dos jogos do Gauchão (Foto: Arthur Dallegrave / Juventude, DVG)

O Inter até chega à última rodada da primeira fase do Campeonato Gaúcho com certo conforto após garantir a vaga antecipada nas quartas de final. Mas não sem "sofrer" a cada partida, como o triunfo por 2 a 1 sobre o São José pode atestar. Ao passo que seu ataque resolve, capitaneado com folga pelo artilheiro Brenner, o técnico Antônio Carlos Zago "pena" com a irregularidade de seu sistema defensivo, vazado em 80% dos compromissos pelo estadual.

A matemática é simples. A equipe foi vazada em oito dos 10 jogos disputados na primeira fase do Gauchão – só saiu ilesa das vitórias por 1 a 0 sobre o Brasil de Pelotas e sobre o São Paulo-RS, ambas no Beira-Rio. Ao todo, o Inter sofreu 11 gols, condição que lhe confere o posto modesto de oitava melhor defesa da competição entre 12 clubes. E que lhe remete ainda à situação ingrata vivida na campanha traumática da queda à Série B em 2016.

Sob o comando de quatro treinadores diferentes, o Colorado foi vazado em 29 – ou 76% – dos 38 jogos do Campeonato Brasileiro. Em meio a um longo jejum de 14 partidas sem vencer, a equipe chegou a passar 19 rodadas seguidas, ou um turno, com a obrigação de buscar a bola nas redes por tentos rivais. Ainda assim, o Inter encerrou o nacional com a sétima melhor defesa entre os 20 clubes.

Leia Mais
- Zago indica que Lomba deve ser banco diante do Novo Hamburgo
- Ortiz exalta parceria com Cuesta e alerta para contra-ataque do Novo
- Roberson volta de lesão e Inter ganha nova opção para final com Noia
- Roberson volta aos trabalhos e se credencia para final; Carlos é ausência
- Leia mais notícias sobre Internacional em www.futnet.com.br/internacional

A inconsistência defensiva, aliás, fica refletida no número de experiências e variantes testadas por Zago ao longo da temporada. Ao estrear a dupla Paulão e Cuesta, no último domingo, contra o São José, o treinador lançou sua nona formação de zaga da temporada. O clube, inclusive, já contratou três reforços para a posição – Cuesta, Neris e Klaus –, número que cresce para seis, se levados em conta os defensores das laterais.

Contra o São José, o Inter vencia por 2 a 0 com certo conforto, mas oscilou na partida e permitiu que o rival descontasse, já no segundo tempo. Desorganizado em campo, o time sofreu e teve de contar com os milagres costumeiros de Danilo Fernandes para sair com o triunfo, que garantiu a vaga nas quartas de final do Gauchão.

O próprio treinador, inclusive, admitiu e analisou a irregularidade de seu sistema defensivo neste início de temporada oscilante, em entrevista coletiva recente. De acordo com Zago, a defesa ainda sofre com a herança dos últimos dois anos, em especial para se adaptar a um sistema de marcação por zona e não homem a homem.

Os jogadores também endossam o pensamento do comandante. O Colorado ruma, nesta quarta-feira, a seu 18º jogo na temporada ainda em busca de engrenar de vez no ano. Mesmo que o treinador já tenha definido um esquema de jogo, o 4-3-2-1, a cobrança interna é de que a equipe apresente o mais breve possível uma "nova cara".

– No começo, é normal. Mas acho que esse começo já passou. Já temos que dar uma nova cara ao Inter. Estamos fazendo. É ter tranquilidade. É ir jogo após jogo para dedicar mais. O treinador vem dando essa confiança para nós. É esperar o jogo para poder mudar as coisas – comentou Valdívia.

Atual sexto colocado, com 14 pontos e já classificado, o Colorado depende de uma combinação de resultados para ficar entre os quatro primeiros. A hipótese mais provável para cumprir a missão é triunfo por ao menos dois gols de diferença sobre o Cruzeiro-RS, às 21h45 desta quarta, e derrota ou empate do Veranópolis para o líder Novo Hamburgo fora de casa.

>> INTER X CRUZEIRO-RS - GAUCHÃO - 10ª RODADA

Local: Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves
Data e hora: quarta-feira, às 21h45 (de Brasília
Escalação provável do Inter: Danilo Fernandes; William, Paulão, Victor Cuesta e Uendel; Anselmo, Rodrigo Dourado, D'Alessandro, Roberson e Nico López (Valdívia); Brenner
Desfalques do Inter: Charles, Seijas, Carlinhos, Alemão, Eduardo Sasha e Carlos
Pendurados do Inter: Junio e Léo Ortiz
Escalação do Cruzeiro-RS: Deivity, John Lennin, Dão, Vladimir e Sander; Benhur, Lucas Martins, Ronaldo e William Kozlowski; Thiago Alagoano e Lucão
Desfalques do Cruzeiro: Reinaldo
Arbitragem: Leandro Vuaden, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e Maíra Mastella Moreira
Transmissão: O Premiere transmite o jogo para todo o Brasil. O GloboEsporte.com acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Internacional