Publicada em 28/03/2017, às 11:03

Thiago Neves completa 500 jogos na carreira e celebra: "Feliz pela marca"

Na sétima partida como jogador do Cruzeiro, meia comemora feito importante em jogo no interior de Minas e abre as portas para a Seleção: "Se voltar, vou voltar feliz"

Thiago Neves se diz contente por atingir marca individual vestindo a camisa do Cruzeiro (Foto: Daniel Teobaldo/Cruzeiro)

Foi pelo Cruzeiro, em uma partida no interior de Minas Gerais, que o meia Thiago Neves alcançou uma importante marca individual. Com a camisa 30 nas costas, o jogador de 32 anos completou 500 jogos na carreira no empate entre Cruzeiro e Uberlândia, em 2 a 2, nesta quarta-feira, no Parque do Sabiá, em Uberlândia. Inevitável falar de Thiago Neves e não se lembrar de Flamengo e do Fluminense, camisa com a qual fez mais de 170 jogos, e chegou a fazer três gols em uma final de Taça Libertadores. Mas para Thiago Neves, tudo isso é passado. Hora de pensar nos próximos 500 jogos que passa diretamente por este período de crescimento no Cruzeiro. Quem sabe aumentar a lista de jogos pela Seleção Brasileira? Ele voltaria feliz.

Os primeiros minutos do jogo 500 foi de um Thiago Neves apagado. Jogava pela primeira vez com Rafael Sóbis e Ábila, e a falta de entrosamento ficou evidente. Na segunda etapa tentou de todas as formas deixar o jogo ainda mais marcante: pediu a bola o tempo todo, chamou o jogo, deu passes, chutou a gol, mas passou em branco. No fim, um resultado que não era esperado em um jogo marcante.

– Fico feliz pela marca e por estar vestir uma camisa como a do Cruzeiro. O resultado não era o que a gente queria e não era o que eu queria também, por ser um jogo marcante. Mas não perdemos também. Um jogo difícil, onde o Uberlândia marcou também, jogou de igual para igual e conseguiu um gol no finalzinho. Mas está todo mundo de parabéns pelo empenho, agora é descansar e pegar o Atlético-MG no sábado – disse o meia.

Leia Mais
- Copa América 2019 será disputada em sete cidades brasileiras
- Cruzeiro acerta empréstimo de Willians ao Goiás
- Polêmica da final: Cruzeiro lamenta falta de torcida dividida; Atlético-MG diz estar cumprindo regulamento
- O dia no mercado: novo clube para Willians e reviravolta de Maicon no Bota
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Rodado no futebol nacional e internacional, Thiago Neves passou por Paraná, Vengalta Sendai-JAP, Hamburgo-ALE, Flamengo, Fluminense, Al Hilal, Al Jazira e Seleção Brasileira (incluindo jogos pelas divisões de base), além de sete jogos com a camisa do Cruzeiro. Após ser repatriado pelo clube no início da temporada, o meia ainda tem história recente no time de Belo Horizonte, disse estar feliz na capital mineira, mas lembra com carinho dos bons momentos com a camisa de Fluminense e Flamengo.

– Marcante... todo mundo vai lembrar do Fluminense, mas o Fluminense é passado, Flamengo, também. Agora estou vivendo uma outra vida, outro clube, estou muito feliz em BH. Estou bem tranquilo também, sei que as coisas estão começando a fluir do jeito que eu quero. É jogar bem, está todo mundo me apoiando para isso, espero que no clássico saia do jeito que a gente quer e do jeito que eu quero também – analisou.

Com 14 jogos pela Seleção Brasileira – somados os jogos pelas categorias de base –, o meia conquistou o bronze na Olimpíada de Pequim e, depois, chegou a ser treinado pelo atual técnico do Cruzeiro, Mano Menezes, à época no comando da Seleção. Tempo celebrado por Thiago Neves, que, se tiver oportunidade de voltar, não pensa duas vezes.

– Acho que não. O tempo que fui foi perfeito, curti o máximo e se tiver oportunidade de voltar, vou voltar feliz – finalizou Thiago.

Confira os jogos de Thiago Neves:

Cruzeiro: 7
Seleção Brasileira: 14
Al Jazira: 49
Al Hilal: 125
Fluminense: 174
Flamengo: 57
Hamburgo-ALE: 9
Vegalta Sendai-JAP: 36
Paraná Clube: 29

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Cruzeiro