Publicada em 28/03/2017, às 09:21

Com imagem desgastada, Cruzeiro vai usar clássico para retomar confiança

Más atuações dos últimos jogos abalam o moral do time para jogo com o Atlético-MG

Fabrício também não empolgou a torcida cruzeirense no Triângulo Mineiro (Foto: Daniel Teobaldo/Light Press)

O Cruzeiro segue invicto na temporada. São 17 partidas, com 13 vitórias e quatro empates. Acontece que, desses quatro empates, três foram nas últimas três vezes em que entrou em campo, e a confiança da torcida no time despencou. Realmente, o desempenho nas últimas semanas caiu muito, principalmente o ofensivo. Diante de Tombense (1 a 1), Joinville (0 a 0, com o time reserva) e Uberlândia (2 a 2), o Cruzeiro criou muito, mas foi pouco efetivo, ao perder muitas chances claras. Além disso, errou ao tentar administrar vitórias parciais, como nos jogos contra Tombense e Uberlândia, e acabou levando o empate.

A atuação na partida desta segunda-feira, no Parque do Sabiá, foi irregular. O Cruzeiro teve lampejos de bom futebol, mas, em outros momentos, ficou acuado em campo, aceitando a pressão do Uberlândia. É verdade que foram cinco desfalques importantes. O volante Henrique e o meia Robinho estão machucados. Os laterais Ezequiel e Diogo Barbosa foram poupados, por estarem pendurados, e o próximo jogo ser o clássico com o Atlético-MG. Além deles, Arrascaeta está com a seleção uruguaia, na disputa das Eliminatórias.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Mas tudo isso faz parte do futebol, e o badalado elenco cruzeirense tem que ter forças para superar problemas que surjam ao longo do caminho. Não foi o que aconteceu no Triângulo Mineiro. Mayke e Fabrício, talvez pela falta de ritmo de jogo, não substituíram os titulares à altura. Além disso, Henrique e Robinho fizeram muita falta.



No próximo sábado, às 16h (de Brasília), o Cruzeiro volta a campo, para o clássico. O jogo perdeu muito o peso, já que o Atlético-MG confirmou a liderança da primeira fase, após o empate desta segunda. Mas ninguém quer perder para o rival, e com o Cruzeiro não é diferente. A partida vale muito mais para a retomada da confiança e do bom futebol do que pelos três pontos em si, que pouco valem neste momento.

Até porque o mês de abril é de suma importância para o time, que tem os dois confrontos com o São Paulo, pela Copa do Brasil, a estreia na Copa Sul-Americana, diante do Nacional-PAR e as semifinais do Mineiro. Ou seja, uma vitória sobre o Atlético-MG pode fazer com que a imagem ruim das últimas semanas volte a ficar nítida e cristalina.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- De Arrascaeta e Manoel são as novidades em treino do Cruzeiro
- Cruzeiro anuncia a contratação de zagueiro ex-Flu
- Mano indica Ezequiel na reserva contra o Flamengo e revela dúvida no meio
- Sonho, proposta, dívida e chances afastam Ramon Ábila do Cruzeiro
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Mais sobre - Cruzeiro