Publicada em 27/03/2017, às 10:32

Maestro, D'Ale cresce em nova função e vira líder do Inter em assistências

Com dois passes para gol na vitória por 2 a 1 sobre o São José, D'Alessandro chega a cinco passes para gol na temporada e se consolida na primeira linha do meio-campo

D'Alessandro é erguido por Brenner na comemoração do primeiro gol (Foto: Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação)

O Inter se organiza para ir ao ataque e, invariavelmente, a bola passa pelos pés de D'Alessandro. A equipe se defende, e o gringo novamente aparece para dar combate. Capitão e principal referência do elenco, aos 35 anos o gringo assumiu nova função em campo com Antônio Carlos Zago. E a tira de letra, ao menos até o momento. Recuado à primeira linha do meio-campo, D'Ale se tornou mais intenso e participativo, com reflexo direto nos números. Entre pifadas e cruzamentos, é o maestro do time e já lidera o Colorado em assistências em 2017.

Na primeira vitória fora de casa do Inter no Gauchão, o 2 a 1 sobre o São José, no Estádio do Vale, no domingo, pela 10ª rodada, o argentino deu os passes para os dois gols da equipe, anotados por Brenner e Roberson, e chegou a cinco assistências na temporada. Ultrapassa, assim, Uendel, que contabiliza quatro.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

O duelo em Novo Hamburgo, aliás, retrata bem a intensidade amplificada do gringo na nova função. Durante os 90 minutos, D'Ale canalizou uma vez mais as principais investidas da equipe em um primeiro tempo de certa lentidão em campo e abriu caminho para a vitória com sua perna esquerda sinuosa. Aos 44, o gringo cruzou com (muito) açúcar para encontrar Brenner livre dentro da área. O centroavante, que havia perdido duas chances anteriores, só teve trabalho e empurrar para as redes.



No segundo tempo, o gringo voltou a decidir com novo cruzamento, ao aparecer pela esquerda e servir Roberson, que ampliou a vantagem logo nos primeiros minutos. Com a queda de rendimento após o segundo gol, D'Ale manteve a intensidade elevada, mas com mais encargos defensivos, sempre recuando para auxiliar a defesa. Foi adiantado na parte final com o ingresso de Gustavo Ferrareis, por mais força no sistema defensivo.

– Foi importante. A primeira vitória fora. Depois de um desempenho muito bom no primeiro tempo, baixamos um pouquinho no segundo, é normal. O São José, com sangue novo, muito jovem, praticamente com quatro atacantes, nos complicou um pouquinho. Independente de quem joga, temos que continuar evoluindo como grupo. O resultado é bom, mas tem coisa a melhorar – afirmou D'Alessandro após o apito final.

O posicionamento mais recuado não é novidade ao gringo na temporada. D'Ale foi testado por ali no segundo tempo do Gre-Nal 412, em que foi bastante combativo para garantir o empate em 2 a 2, tão festejado ao término da partida. Depois, o argentino voltou a ser testado na primeira linha do 4-2-3-1 na vitória por 3 a 0 sobre o Sampaio Corrêa, em que anotou golaço de falta depois de entrar no segundo tempo. E seguiu mais recuado no 1 a 0 sobre o São Paulo-RS, pelo Gauchão, na partida seguinte, também com boa atuação.

Mas tornou a ser adiantado diante do Ypiranga, numa primeira etapa de apatia plena da equipe, ainda com Victor Cuesta na lateral esquerda. No segundo tempo, D'Alessandro foi recuado para a primeira linha, e o Inter voltou a crescer até buscar o empate no Colosso da Lagoa. A tendência agora é de que seja mantido na posição, com direito a elogio do técnico após a partida diante do São José-RS.

Até o momento, D'Alessandro esteve em 12 dos 17 jogos do Inter na temporada, com dois gols anotados e cinco assistências para gol. O gringo tem contrato com o clube a encerrar no final do ano. E mesmo que ainda não tenha iniciado a conversar com o Inter sobre a renovação, garante que permanecerá, caso seja o desejo colorado, para 2018.

Com a vitória, o Inter sobe duas posições na tabela e ocupa a sexta colocação, com 14 pontos. O Colorado volta a campo para a 11ª e última rodada da primeira fase do Gauchão na próxima quarta-feira, às 21h45, quando enfrenta o Cruzeiro-RS.

O palco do duelo, porém, é uma incógnita: o clube marcou o jogo para o Beira-Rio, mas o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul entende que o gancho com perda de mando de campo em dois confrontos ainda é vigente. O Inter foi punido após briga entre membros de torcidas organizadas no empate em 1 a 1 com o Veranópolis, na primeira rodada, no Antônio David Farina.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Técnico do Inter se manifesta após resposta polêmica em coletiva: 'Fui infeliz'
- Questionado sobre atuação do Inter, Guto Ferreira dá resposta polêmica à repórter: 'Você é mulher. Não jogou'
- Inter vence o Luverdense no Beira-Rio com gol polêmico e encosta no G4
- Em busca de um atacante, diretoria do Internacional mira Grafite
- Leia mais notícias sobre Internacional em www.futnet.com.br/internacional

Mais sobre - Internacional