Publicada em 24/03/2017, às 17:53

Corinthians mostra novo patrocínio e diretor projeta renovação com a Caixa

Clube fecha com a Foxlux, especializada em materiais elétricos. Contrato com a Caixa acaba em abril, mas diretor mostra otimismo e espera camisa de R$ 100 milhões

Foxlux ocupará a barra da camisa do Corinthians (Foto: Marcelo Braga)

O Corinthians tem um novo parceiro para a camisa. Trata-se do grupo Foxlux, uma empresa de materiais elétricos, lâmpadas e ferramentas do estado do Paraná, que também patrocina o Paraná Clube. O acordo é válido até março de 2018, e a marca ocupará a barra das costas. Os valores, porém, não foram divulgados.

Durante a entrevista coletiva de apresentação, o diretor de marketing Fernando Salles mostrou otimismo sobre a renovação do principal parceiro do clube, a Caixa Econômica Federal, que paga R$ 30 milhões por temporada ao Timão pelo espaço master. O contrato, válido apenas até o dia 12 de abril, está em fase final para ser revalidado.

– Estamos finalizando as negociações com a Caixa. Não é uma coisa fácil, é uma empresa governamental, o TCU olha o contrato. Já chegamos no valor, estamos negociando algumas cláusulas que gostaríamos de mudar. Demora um pouco. O contrato vai até abril, estamos fazendo com muita calma. Vamos chegar num consenso – garantiu o dirigente.

Leia Mais
- Marquinhos Gabriel faz tratamento para tentar reforçar Corinthians em final
- O dia no mercado: novo clube para Willians e reviravolta de Maicon no Bota
- "1 a 0 é goleada", diz volante da Ponte sobre 1ª final contra o Corinthians
- Titulares do Corinthians descansam para decisão, e Danilo treina na meia
- Leia mais notícias sobre Corinthians em www.futnet.com.br/corinthians

Corinthians e Caixa são parceiros desde o fim de 2012. Desde o primeiro acordo, o banco pagou ao Timão cerca de R$ 121 milhões, com três renovações no período. Na última delas, a Caixa topou pagar os mesmos R$ 30 milhões por só uma propriedade da camisa (o espaço máster, na parte da frente), abrindo possibilidade de o clube fazer outros acordos na parte de trás.


Fernando Salles mostrou projeções otimistas para o departamento de marketing alvinegro, apesar da crise no Brasil. Até dezembro, a ideia é que a camisa passe a valer muito dinheiro.

– Não sei onde saiu (na imprensa) que é R$ 64 milhões o valor da camisa. Com os contratos que temos (Caixa, Alcatel e Minds) e mais a Nike, é muito mais que isso. Com certeza vamos chegar a R$ 100 milhões neste ano. Quando chegarmos, vamos avisar vocês – garantiu o dirigente.

Anunciada na semana passada, a empresa de telefonia Alcatel pagará cerca de R$ 3,5 milhões ao Corinthians até dezembro para ocupar a omoplata. Já a escola de inglês Minds, que está na manga, pagará cerca de R$ 1 milhão até o início de 2018. Fornecedora oficial de bebidas, a Estrella Galícia só ocupa camisas de treino. Os valores giram em torno de R$ 10 milhões.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Corinthians