Publicada em 23/03/2017, às 23:53

Richarlison comanda virada do Flu em clássico animado contra o Bota: 3 a 2

Alvinegro sai na frente com dois gols de Roger no primeiro tempo, mas Tricolor cresce na etapa final. Camisa 70 marca dois e dá passe para Renato Chaves virar

Fluminense cresceu e virou a partida no segundo tempo (André Durão)

O horário não ajudou, o público (6.225 pagantes) decepcionou, mas Botafogo e Fluminense fizeram um belo clássico, na noite desta quinta-feira, no Nilton Santos. Melhor para o Tricolor, que conseguiu reverter o placar após sair perdendo por 2 a 0, com show de Richarlison. Com dois gols e uma assistência, o atacante comandou a virada da equipe de Abel Braga no segundo tempo. Roger marcou os dois gols do time de Jair Ventura, que segue sem vencer clássicos na temporada - derrotas para Fluminense e Flamengo, além de empate contra o Vasco.

Já classificado para as semifinais do Estadual por conta do título da Taça Guanabara, o Tricolor se aproximou da vantagem na fase decisiva. Com 21 pontos na classificação geral, o Fluminense garante a segunda colocação com mais uma vitória. O Botafogo, por sua vez, está em situação desconfortável. Terceiro colocado do Grupo A (5 pontos), atrás de Nova Iguaçu (7) e Flamengo (9), o Alvinegro também saiu da zona de classificação na pontuação geral. O time de Jair tem apenas 11 pontos e está na quinta colocação.

Os dois times voltam a campo no domingo. Enquanto o Botafogo visita o bangu em Moça Bonita, o Fluminense recebe o Macaé, no Giulete Coutinho.

Leia Mais
- Polêmica da final: Cruzeiro lamenta falta de torcida dividida; Atlético-MG diz estar cumprindo regulamento
- Marquinhos Gabriel faz tratamento para tentar reforçar Corinthians em final
- Bandeira diz estar aberto a gestão compartilhada do Maracanã e sugere 'rachar' despesa com rivais
- Zé Ricardo exalta importância e protagonismo de Guerrero no Fla

Como um rolo compressor. O Botafogo pisou no acelerador e dominou o início do clássico. Com um minuto, Diego Cavalieri fez grande defesa em chute de Emerson Silva e evitou o gol. Mas não por muito tempo. Aos 16, Pimpão descolou lindo lançamento para Roger, que ganhou no corpo de Renato Chaves e tocou na saída de Cavalieri. A dupla de ataque, aliás, começou muito bem. Pela direita, Pimpão infernizou o Tricolor. Roger, por sua vez, marcou mais um. Dessa vez, após bela jogada de Montillo, precisou chutar duas vezes para fazer 2 a 0. Muito superior, o Alvinegro ainda quase fez o terceiro em cobrança de falta de Camilo. Bruno Silva e Pimpão tiveram gols corretamente anulados. O Flu chegou uma vez com perigo, em cobrança de falta de Douglas. Estreante da noite, Saulo fez grande defesa. Mas...

... Se o primeiro tempo foi todo do Botafogo, o Tricolor voltou outro time do intervalo. Abel trocou Dourado e Luiz Fernando por Pedro e Wendel, respetivamente. No Botafogo, Cali, machucado, deu lugar a Renan Fonseca. E o Tricolor logo diminuiu. Bruno Silva derrubou Wellington na área. Pênalti, que Richarlison converteu. O gol acordou o Botafogo. Montillo arriscou de fora da área, Renan Fonseca acertou cabeçada no travessão, mas quem marcou, novamente, foi o Flu. Wellington achou Richarlison livre, e o atacante soltou a canhota para marcar. O empate incendiou o Tricolor, que virou com Renato Chaves, após lindo drible de Richarlison em Airton. O Botafogo, já sem fôlego, ainda reclamou de um pênalti de Renato Chaves em Guilherme no final do jogo, mas o árbitro marcou simulação e puniu o atacante alvinegro. Ainda deu tempo de Jair Ventura ser expulso por simulação.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Últimas