Publicada em 23/03/2017, às 20:05

Kayke vê Santos em evolução e destaca aprendizado com Oliveira

Atacante diz que elenco tem que saber lidar com cobranças e afirma não se incomodar com a disputa por posição entre os jogadores de frente

Kayke tem contrato com o Santos até o final desta temporada (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos estava pressionado após derrota para o Palmeiras, em casa, e fora da zona de classificação do Campeonato Paulista. Até os muros da Vila Belmiro foram pichados em protesto. Mas as coisas mudaram depois da vitória por 2 a 0 sobre o São Bento, na última quarta-feira.

O Peixe agora é líder do Grupo D do Paulistão. Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, o atacante Kayke, que substituiu Ricardo Oliveira em Sorocaba, disse ter achado engraçado que a situação tenha mudado tanto de um momento para outro.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Kayke acredita que há pressão no Santos para que a equipe repita as boas atuações de 2016, mas ele destacou que, mesmo em períodos de dificuldade, o clima continuou bom no dia a dia do CT Rei Pelé.



– Acredito que o futebol muda da água para o vinho muito rápido. Perdemos o clássico (contra o Palmeiras) e estava tudo errado. Tivemos vitória convincente (contra o São Bento), somos líderes, e está tudo certo – disse o centroavante.

– É engraçado, mas para a gente não pode mudar. O clima tem que ser o mesmo. Temos que saber que estamos no caminho certo e a evolução vem com o tempo. A paciência é pequena, a pressão é grande pelo elenco e expectativa do que podemos colocar em prática. Temos que saber lidar e também entender que estamos no terceiro mês de um trabalho até dezembro. Temos muito para evoluir e conquistar – completou.

Contra o São Bento, Kayke entrou em campo com a missão de fazer gols, mas acabou trocando de função com Lucas Lima. Foi o atacante quem achou o meia livre para fazer o segundo gol.

– Até brinquei com ele que os papéis se inverteram. Ele é o nosso 10, nosso meia. Ajuda demais o atacante. Não é à toa que vai para a Seleção e tem nível alto. Por meu estilo de sair muito da área para buscar os espaços, participar, acabamos invertendo (as funções). Dei o passe e ele finalizou como centroavante. Estamos preparados e fiquei muito feliz por ajudar o Santos a sair com a vitória – afirmou Kayke.

O atacante foi contratado em janeiro por empréstimo junto ao Yokohama Marinos, do Japão, já sabendo que seria reserva de Ricardo Oliveira. Ele ainda tem a concorrência de Rodrigão. Kayke disse que não se incomoda com as disputas e prefere destacar o aprendizado com o titular.

– O Ricardo Oliveira é um ídolo, é um prazer fazer parte do elenco, compartilhar vestiário, aprender no dia a dia, nas conversas que a gente tem. Tenho estado muito feliz e minha função é ajudar. Fazer que time não sinta a falta do Pastor. Tenho tentado fazer isso da melhor maneira.

Kayke jogou sete vezes nesta temporada e fez um gol. Ele tem contrato com o Santos até o fim do ano.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Levir testa Cleber e Noguera, mas não define titular do Santos
- Braz defende rachão nas vésperas de jogos do Santos e explica utilidade
- Santos x Chapecoense: prováveis times, onde ver, desfalques e palpites
- Lille envia proposta de R$ 51 milhões ao Santos por Thiago Maia
- Leia mais notícias sobre Santos em www.futnet.com.br/santos

Mais sobre - Santos