Publicada em 23/03/2017, às 12:30

Grêmio "corre atrás" de rivais em série de empates e faz cobranças internas

Jogadores e técnico reconhecem aumento de dificuldade ao sair atrás no placar contra VEC e Novo Hamburgo. No Gre-Nal, precisou se recuperar após tomar virada

Grêmio, de Marcelo Oliveira e Michel, precisou suar para buscar empate no Vale (Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG)

Parecia discurso combinado em vestiário, mas as entrevistas dos jogadores após o empate do Grêmio em 1 a 1 com o Novo Hamburgo na noite de quarta-feira evidenciaram o descontentamento com os últimos desempenhos da equipe no Gauchão. Além da partida no Estádio do Vale, na rodada anterior o Tricolor saiu atrás no placar diante do Veranópolis em plena Arena e precisou trabalhar dobrado para "correr atrás" do resultado. As cobranças internas recaem justamente sobre esse fator.

Capitão do time na ausência de Maicon e Geromel, o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira admitiu que a situação tem "incomodado bastante" o elenco. Pessoalmente, ele foi responsável pelo cruzamento na medida para Léo Moura marcar o gol gremista contra o líder do campeonato já nos acréscimos – ainda mais com a perna direita, que não é a boa. Mas deixou o lance individual de lado para ressaltar a importância da atenção nos jogos.

– A gente tem falado sobre isso, sempre dificulta quando sai atrás, tem que correr em dobro. Quando sai na frente é completamente diferente. A gente fica feliz pelo espírito de luta, por não desistir, mas temos nos cobrado de sair sempre atrás do resultado, tem incomodado bastante. Nesta hora, mais do que nunca, vale a nossa união. Não confundimos amizade com não ter cobrança, é olho no olho – comentou.

Leia Mais
- Confira os brasileiros com mais gols nas ligas européias e os principais artilheiros!
- Barrios divide Hat-Trick com colegas gremistas: 'Grupo está muito forte'
- Com terceiro problema no ano, Maicon soma metade dos jogos de titulares do Grêmio
- Volante Maicon pode ser desfalque contra o Guaraní
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

A rodagem e experiência no futebol que lhe rendem "gás" suficiente para encontrar a brecha na defesa adversária, entrar na área e marcar um gol já nos descontos aos 38 anos dão respaldo para Léo Moura aumentar o coro. Conforme o lateral-direito, a queda no ritmo ditado pelo Grêmio foi crucial para sair atrás em Novo Hamburgo.

– Isso é ruim, tem que correr o dobro. Se a gente saísse na frente, seria um pouco mais fácil. Outra vez tivemos um empate amargo, porque, se imprime um ritmo mais forte, o Grêmio sai daqui (Novo Hamburgo) com uma vitória – disse.

O Tricolor chegou ao quarto empate consecutivo no Gauchão e custa a embalar. Ainda que esteja em uma situação confortável na tabela – em terceiro lugar –, o fato que se repetiu contra o Anilado e Veranópolis teve início no Gre-Nal 412. O time de Renato Gaúcho até saiu na frente na Arena com gol de Bolaños. Porém, em 12 minutos do segundo tempo, o Inter virou para 2 a 1 em um lapso de desatenção lembrado por todos após o jogo. Fernandinho buscaria o empate.

Nesta sequência de igualdades, o 1 a 1 com o Brasil de Pelotas pela sétima rodada foge à regra. Além de marcar primeiro, o Grêmio foi superior e só não saiu com a vitória por uma atuação inspirada do goleiro Eduardo Martini. Nesse caso, esbarrou na dificuldade admitida por Renato em transformar as chances em gols.

– Infelizmente, são dois problemas do Grêmio: sempre sair atrás no placar e a criação da jogada no meio de campo para que chegue redonda no ataque – comentou Portaluppi, para depois acrescentar: – Desde o início do campeonato, o Grêmio tem feito poucos gols, a gente sabe disso. Não temos aquele goleador nato, a verdade é essa. Trouxemos o Barrios. Infelizmente, lesionou no último jogo. Mas não está faltando briga, vontade. O Grêmio pode até ser superior, mas tem que mostrar dentro de campo.

Com o empate, o Grêmio permanece como terceiro colocado no Gauchão, com 14 pontos. Na próxima rodada, recebe o Juventude na Arena, às 19h de sábado.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio