Publicada em 23/03/2017, às 09:05

Emoção, festa dos amigos e paciência: Dedé conta sobre volta aos gramados

Zagueiro segura a ansiedade em jogo que marca sua recuperação no Cruzeiro e conta que teve o apoio dos colegas de time, sendo elogiado, após o jogo em Joinville

Dedé foi capitão do Cruzeiro diante do Joinville, pela Primeira Liga, na terça (Foto: Geraldo Bubniak/Light Press)

Dedé voltou aos gramados no empate do Cruzeiro com o Joinville, por 0 a 0, na noite desta terça-feira, em Santa Catarina. Foram 387 dias longe dos gramados. A última partida do zagueiro havia sido no dia 28 de fevereiro de 2016, pelo Campeonato Mineiro, contra o América-MG. Ano passado foram apenas seis jogos, e em 2015, o Mito não atuou, já que se recuperava da primeira das três cirurgias que fez no joelho direito. Ou seja, a partida com o Joinville foi apenas a sétima desde a semifinal da Copa do Brasil de 2014, contra o Santos, na Vila Belmiro, quando Dedé se contundiu.

A temporada inteira de 2015 fora dos gramados já havia sido muito desgastante para o zagueiro do Cruzeiro. Com a nova contusão, em fevereiro de 2016, alguns torcedores chegaram a pensar que Dedé não jogaria mais em alto nível. Realmente não foi fácil para o jogador. Ele, além de tratar o lado físico, teve que cuidar também da questão psicológica e ter força mental para suportar um novo ano longe dos campos.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

Agora, totalmente recuperado, Dedé pensa no futuro. O Mito, titular e capitão do Cruzeiro no empate por 0 a 0 com o Joinville, pela Primeira Liga, na última terça-feira, sabe que a volta será lenta e gradativa, até conseguir chegar a 100% das condições físicas e ter o mesmo ritmo de jogo dos demais companheiros.



- Eu estou tranquilo com a questão de jogar e ser titular. Tenho que ir bem devagar, tive uma lesão grave, mas me recuperei, graças a Deus. Então, a gente está bem tranquilo para que não aconteça de novo. A gente vai conversando e sabendo devagarzinho o que pode acontecer para frente. Eu sou um cara muito curioso para saber com os médicos o que eles pensam sobre meu caso. Eles também são muito abertos. A preparação física também. Então, estou tranquilo para ver como vai ser a caminhada nesse momento.

Dedé também valorizou a ajuda dos companheiros neste retorno. Antes do jogo de Joinville, vários companheiros gravaram vídeos com mensagens de incentivo. Além disso, aqueles que entraram em campo, em Santa Catarina, também ajudaram o Mito na volta aos gramados.

- Foi muito emocionante para mim. Vários jogadores mandaram vídeos para mim, desejando boa sorte. Todos os jogadores falaram que seria um dia especial para eles também, ao participar desta partida que marcaria o meu retorno. Isso me emocionou bastante. Eu estou feliz demais. Agradeço muito aos jogadores pelo apoio, pela paciência comigo e por treinar comigo, sabendo dosar a força e o vigor físico. Naquele momento, eles estavam acima de mim, e todos tiveram paciência. Isso foi de suma importância para o meu retorno.

O Cruzeiro volta a campo na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), quando enfrenta o Uberlândia, no Parque do Sabiá. Dedé vive a expectativa de ser relacionado mais uma vez e ficar, pelo menos, no banco de reservas.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- De Arrascaeta e Manoel são as novidades em treino do Cruzeiro
- Cruzeiro anuncia a contratação de zagueiro ex-Flu
- Mano indica Ezequiel na reserva contra o Flamengo e revela dúvida no meio
- Sonho, proposta, dívida e chances afastam Ramon Ábila do Cruzeiro
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Mais sobre - Cruzeiro