Publicada em 23/03/2017, às 16:38

Dupla Gre-Nal tem rendimento inferior a anos anteriores e patina no Gauchão

Em 2017, Grêmio e Inter deixam briga pela ponta da tabela mais longe e focam em garantir classificação entre os quatro primeiros para decidir mata-mata em casa

Renato e Zago têm encontrado dificuldades no Gauchão (Foto: Editoria de arte)

Após três meses do ano, a dupla Gre-Nal ainda patina para se encontrar no Gauchão. As campanhas repletas de vitórias e classificações antecipadas de campeonatos de outrora dão lugar à apreensão a duas rodadas do fim da primeira fase.

Ainda que o Grêmio esteja em uma situação mais cômoda, na terceira posição, corre o risco de não ficar entre os quatro que definem as quartas de final em casa. Por outro lado, o desconforto colorado é ainda pior. Em sétimo, o Inter luta para garantir um lugar entre os oito melhores e está a apenas três pontos da zona de rebaixamento.

Desde que o Campeonato Gaúcho passou a ser disputado em turno único, em 2014, a Dupla contabiliza os piores números tanto nas primeiras nove rodadas quanto a dois jogos do fim da fase de classificação. No momento, os tricolores têm 51,9% de aproveitamento, com 14 pontos, e o colorados, 40,7%, com 11.

Leia Mais
- Carille apoia Eduardo Baptista, diz não ver noticiário e também desabafa
- Rachão do Corinthians tem zoeiras e menções a Rodrigo Caio e Felipe Melo
- Imagens de suposta nova camisa do Palmeiras circulam na internet
- Zé explica ausência de Ederson e "culpa" fase decisiva por demora para retorno

Entre 2014 e 2016, as duas equipes não tiveram problemas para atingir os primeiros postos na tabela. Há três anos, por exemplo, o Inter atingiu 92,5% de rendimento nas primeiras nove partidas. Fez 25 pontos em 27 possíveis. A dois compromissos do fim da primeira fase, caiu para 82%, mais do que suficiente para garantir o primeiro lugar geral entre os dois grupos da fórmula daquele ano. Até 2017, não havia registrado aproveitamento abaixo dos 59%.

– O Inter é uma equipe em construção ainda. Não temos um plantel fechado. Há várias coisas que ocorreram no ano passado que ainda refletem. Temos que trabalhar. Alguns jogadores estão crescendo. Isso é o mais importante. Esperamos a classificação. Nas quartas de final estaremos melhores preparados – comentou o técnico Antônio Carlos Zago após o empate com título da Recopa diante do Ypiranga, na quarta-feira.

Já o Grêmio atingiu seu melhor nível justamente no Campeonato Gaúcho do ano passado. Nos primeiros nove duelos, teve desempenho de 70,3%. Na antepenúltima rodada, aumentou o aproveitamento para 75,7%, terminando a fase classificatória em primeiro lugar. No entanto, em 2015, contabilizou 51,8% em nove jogos, situação praticamente semelhante à de hoje (51,9%), e passou às quartas em segundo.

– Desde o início do campeonato, o Grêmio tem feito poucos gols, a gente sabe disso. Não temos aquele goleador nato, a verdade é essa. Trouxemos o Barrios. Infelizmente, lesionou no último jogo. Mas não está faltando briga, vontade. O Grêmio pode até ser superior, mas tem que mostrar dentro de campo. Estamos com 14 pontos, temos mais dois jogos, o próximo em casa, para buscar a classificação – afirmou o treinador Renato Gaúcho depois do empate com o Novo Hamburgo em 1 a 1 na quarta-feira.

Em situações distintas na tabela, mas sob o olhar desconfiado de suas torcidas, Grêmio e Inter voltam a campo no fim de semana em busca de melhores postos no Gauchão. No sábado, o Tricolor recebe o Juventude, às 19h, na Arena. O Colorado joga no domingo, às 16h, diante do São José. A partida será no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

Fonte: GloboEsporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Últimas