Publicada em 20/03/2017, às 20:12

Sassá fala em ficar e admite erros: "Não dá mais para ficar nessa loucura"

Sincero, atacante revela diálogo com a consciência, admite ter "passado dos limites", promete ser mais polido e assegura que intenção é renovar: "Vou ser titular"

Sassá Botafogo (Foto: Twitter / Botafogoo)

Encostado, em baixa e blindado: há tempos Sassá estava deixado um pouco de lado no Botafogo. Reintegrado ao elenco, o atacante voltou a jogar e nessa segunda-feira reencontrou a imprensa. E em sua primeira entrevista coletiva no ano, ele falou. E como falou. Reconheceu erros, disse que precisa colocar a cabeça no lugar e falou, pela primeira vez, que pretende renovar com o Botafogo.

- Eu parei, tive uma conversa comigo mesmo e decidi que era hora de botar a cabeça no lugar. Muita gente depende de mim, não dá mais para ficar nessa loucura. Chamei, falei: "Irmão, está muito burro. As coisas acontecendo aí e eu dando muito mole". Coloquei a cabeça no lugar, a gente não é santo, mas sei que passei dos limites. Espero conseguir me controlar para fazer um grande ano - disse o atacante, no início da noite desta segunda, no Nilton Santos.

Outros trechos da entrevista

Leia Mais
- No retorno após liderança, Gatito prega atenção ao Brasileiro
- Falta pouco: Sassá vai para o Cruzeiro e Marcos Vinícius para o Botafogo
- Verdão, Fla e Bota procuram Calleri e ouvem: 'No Brasil, só São Paulo'
- Bruno Silva pega três partidas de suspensão; Botafogo vai recorrer
- Leia mais notícias sobre Botafogo em www.futnet.com.br/botafogo

Erros
As coisas que cometi ano passado não foram nada demais, coisas da idade. Eu fico seis meses sem jogar, do nada começo a fazer um montão de gol, um montão de coisas acontecendo... É normal. Tenho 22 anos, as coisas que eu fazia não tinha tanta repercussão, mas quanto mais eu fazia gol, mais repercussão tinha. Isso que atrapalhou um pouco. Sempre fui a mesma pessoa, só que com mais visibilidade depois. Agora já entendo que não dá para postar tudo, fazer o que a gente pensa. É ficar um pouco mais tranquilo (risos).

Hora de mudar?
Foi quando aconteceu a situação da Libertadores (ficou fora da lista da fase prévia). Aquilo eu não esperava. Depois, cheguei no Paraguai (viajou convidado pela diretoria), me vi voltando a sentir aquele frio na barriga, falei que não dava para ficar vendo jogo na TV, sem poder fazer nada

Arrependido?
De poder estar em uma melhor situação aqui no clube, o que não estou. Maior arrependimento que tenho é esse

Renovação
Aqui é minha casa, quero ficar no Botafogo. Gosto de estar aqui, minha família gosta, espero que eu e o clube nos acertemos o mais rápido possível

Briga pela vaga
Sim, preciso só de ritmo. Voltando a ter ritmo, vou ser titular, vou recuperar meu espaço

Libertadores x Carioca
São competições diferentes. Tenho certeza que a competição mais importante que a gente tem no ano (Libertadores), mas é o que o Jair fala, temos que entrar no Carioca com o mesmo espírito. A gente vai conseguir, entrar no foco para reverter isso aí

Posição
Eu quero jogar, falei para o Jair. Ele está me colocando pelo lado, estou entrando, mas minha briga é jogar de 9. Mas se tiver brecha ali também, vou querer jogar

Saudade de marcar?
Já tem quantos jogos que voltei? Uns três, e não estou dando nem um susto, nem um chute para o gol. Então quero jogar, voltar a balançar a rede que é o que eu mais gosto

100 jogos pelo Botafogo
Estou feliz, marca pessoal que queria realizar. Graças a Deus consegui realizar essa marca

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Botafogo