Publicada em 20/03/2017, às 11:26

Reserva de Grohe admite falha, mas evita se abalar após 1 a 1: "Infelicidade"

Léo, que atuou na vaga do lesionado Marcelo Grohe, falhou ao tentar evitar gol do VEC, no empate em 1 a 1 desse domingo, na Arena, pela 8ª rodada do Gauchão

Léo admite falha, mas leva lições para sequência no Grêmio (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

Gustavo recebe pela esquerda, limpa Léo Moura e emenda um chute à primeira vista despretensioso. Mas a bola quica na pequena área e engana Léo, em um lance de "infelicidade" reconhecida pelo próprio goleiro gremista, após o empate em 1 a 1 com o Veranópolis, neste domingo, na Arena, pelo Gauchão. O reserva de Marcelo Grohe foi o único a parar para entrevistas na zona mista do estádio e logo pôs a cara à tapa, ao admitir a falha em momento capital da partida.

Uma falha que não demove a confiança em seu potencial para seguir na equipe, caso a baixa do titular, com um edema na coxa, persista para a sequência no Gauchão. Em meio à autocrítica, Léo rechaça qualquer tipo de abalo com o erro no tento rival e já se coloca à disposição para encarar o líder Novo Hamburgo na próxima quarta-feira, às 21h45, no Estádio do Vale, pela nona rodada do Campeonato Gaúcho. Até para ganhar cada vez mais ritmo para guardar a meta gremista.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



– Quem vai para o jogo sabe que está sujeito ao erro. Mas na próxima bola, o time pode precisar de ti. Não posso me deixar abalar. Continuo confiante, como sempre estive. O Renato decide. Se precisar de mim, estarei pronto. O grupo me dá total confiança para executar meu trabalho. O goleiro precisa muito de ritmo e com o passar dos jogos, vamos adquirindo mais confiança. O que fica de aprendizado é que nunca podemos nos deixar abater por um erro. Quem vai para campo está sujeito – afirma o goleiro.

Parte da confiança de Léo foi reconstruída ainda durante a partida. Imediatamente após o gol, os colegas Kannemann, Rafael Thyere, Ramiro e Marcelo Oliveira trataram de reerguer o goleiro. E surtiu efeitos. O arqueiro passou segurança nas saídas de gol no restante da partida e ainda fez grande defesa para se redimir, no segundo tempo, em chute de Mateus Santana.

– Todos os jogadores me dão confiança para eu estar muito tranquilo para fazer o que eu sei e o que eu faço nos treinamentos. Não foi diferente. O Kannemann, o Marcelo, o Theyre me deram força para não me abalar. E eu não ia me abalar. Sei que poderia acontecer. Infelizmente aconteceu. Mas tinha muito jogo pela frente. Era uma bola defensável, difícil, mas poderia ter tomado atitude diferente – ressalta Léo.





O reserva aguarda agora a definição do quadro clínico de Marcelo Grohe para saber se terá ou não sequência na equipe – Bruno Grassi também é concorrente. Com o empate, o Grêmio perde a chance de se aproximar do líder, o Novo Hamburgo, e cai para a terceira colocação na tabela, com 13 pontos. O Tricolor volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h45, para encarar o Novo Hamburgo, em confronto direto, no Estádio do Vale.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio