Publicada em 20/03/2017, às 16:03

Rafael Moura elogia fase de Fred e faz "lobby" por dois centroavantes no Galo

He-Man lembra que já atuou ao lado do camisa 9 no Fluminense e espera ter mais oportunidades, com o calendário cheio do Atlético-MG em 2017

Rafael Moura garante que pode jogar ao lado de Fred no Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini)

Artilheiro isolado do Campeonato Mineiro, Fred tem nove gols em oito jogos. O camisa 9 está em uma das melhores fases de sua carreira, na opinião de seu colega (e concorrente) Rafael Moura. O He-Man garante, porém, que pode jogar ao lado do companheiro, como já aconteceu no Fluminense.

- O Fred vive a melhor fase da vida dele depois de 2011. Por coincidência ou não, o ataque do Fluminense em 2011 era eu e Fred. A gente ainda não jogou junto. Mas, em alguns jogos, mais para a frente, o Roger pode optar por nós dois porque a gente tem esse entrosamento (...) Tenho certeza de que o Fred está em um grande momento porque eu, nos treinamentos, em busca do meu espaço, também faço que o Fred cresça. Em alguns jogos vai ser necessário que os dois joguem juntos. Na Libertadores, com muita bola alçada, em que a gente precise manter a posse de bola no campo ofensivo. Aos pouquinhos, a gente está no estadual, dá para testar formações. Eu acredito muito, e estou fazendo lobby, que nos jogos importantes eu possa estar na equipe - disse Rafael, em entrevista ao "Seleção SporTV".

O atacante afirmou que está trabalhando para ter oportunides e também espera que, com o calendário cheio, terá mais chances de vestir a camisa do Atlético-MG.

- Ninguém fica satisfeito com a reserva. É um clichê a resposta. Mas o grupo, para uma Libertadores e uma Copa do Brasil mais longa, todo mundo do meio do futebol comenta que precisa de um grupo, de dois ou três jogadores por posição, porque todo mundo vai jogar. Comigo não é diferente, aqui no Atlético muito menos. Não só eu estou na condição de reserva neste momento, outros grandes jogadores também buscam esse espaço. Feliz dos clubes, como o Palmeiras, São Paulo, Flamengo, que assim como o Atlético, que podem ter esse elenco.

Leia Mais
- Atlético-MG x Botafogo: prováveis times, desfalques, onde ver e palpites
- Roger destaca importância do 1º jogo das quartas e exalta Bota: "Grande adversário"
- Atlético-MG acerta com volante Gustavo Blanco por empréstimo
- Sem mistério, Roger confirma Luan em último treino antes de pegar o Botafogo
- Leia mais notícias sobre Atlético-MG em www.futnet.com.br/atletico

Rafael Moura, porém, reconhece que, após a saída de Lucas Pratto para o São Paulo, está tendo mais minutos em campo.

- Quando eu retornei, todo mundo me perguntou sobre isso. Em algumas equipes, faltam centroavantes e aqui tinham três. Mas, no momento que foi pedido meu retorno, eu acho que eu seria aproveitado, acho que eles já tinham a situação do Pratto em mente. O Pratto é um grande amigo que eu fiz. Mas ele precisava disputar a posição, ter uma sequência de titularidade. Ele tem uma Copa do Mundo no ano que vem para disputar, ele não queria ficar nesse impasse. Financeiramente, também foi bom para o Pratto e para o Atlético. Com a saída dele, eu tive mais oportunidades.

Neste sábado, Rafael Moura entrou no intervalo, no lugar de Fred, que sentiu dores após uma pancada no tornozelo esquerdo. Nos acréscimos, fez o gol da vitória do Atlético-MG sobre o Tricordiano. O local da partida, o estádio Farião, tem uma lembrança especial para o He-Man.

- O Farião, há 14 anos, foi o palco da minha estreia como titular, com a camisa do Atlético. Tudo que eu estou passando hoje é a realização um sonho, de voltar para casa, de jogar perto da minha família, jogar no time do coração. Poder marcar esse gol, na volta ao estádio, foi muito bom e decisivo para ajudar a minha equipe.

Revelado pelo Galo, Rafael Moura diz estar vivendo um sonho, de volta ao seu clube de coração.

- Eu sempre fui um cara muito sincero, sempre falei a verdade. Defendi todos os clubes com um profissionalismo exemplar. Mas não tem por que esconder o que todo mundo sabe, minha família, meus amigos, todo mundo no meio do futebol, a minha identificação com o Atlético. Mas nada impede de eu vestir a camisa de outro clube no futuro. Mas é uma realização, uma felicidade estar vestindo a camisa do Atlético.

O Atlético-MG volta a campo no próximo domingo, para enfrentar a URT, no Independência.

Fonte: SporTV
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Atlético-MG