Publicada em 19/03/2017, às 19:32

Grêmio sai atrás, mas Luan marca e arranca empate contra VEC na Arena

Após Gustavo abrir o placar, camisa 7 anota golaço, e Tricolor fica no 1 a 1 com o Veranópolis, neste domingo, na Arena, pela 8ª rodada do Campeonato Gaúcho

Luan anotou o gol do Grêmio contra o VEC (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Os gremistas estavam esperançosos, envoltos em expectativa de ver Lucas Barrios pela primeira vez na formação titular. Sem Miller Bolaños, suspenso, o paraguaio era atração do time, neste sábado, na Arena, pela 8ª rodada do Gauchão. Mas quem salvou o Grêmio diante do Veranópolis foi o talento bem conhecido de uma figurinha carimbada na equipe de Renato Gaúcho: Luan. Se o VEC saiu na frente, com gol de Gustavo, o camisa 7 anotou um golaço para arrancar um empate em 1 a 1, em meio a uma atuação irregular.

Com o empate, as duas equipes perdem posições na rodada, além de desperdiçar a chance de se aproximar do líder, o Novo Hamburgo. Tanto Grêmio quanto Veranópolis somam 13 pontos na tabela. O Tricolor é terceiro, e o VEC, quarto, devido ao saldo de gols.

Grêmio e Veranópolis voltam a campo na próxima quarta-feira, pela 9ª rodada do Campeonato Gaúcho. O Tricolor vai ao Estádio do Vale para travar um duelo direto contra o Novo Hamburgo, às 21h45. O VEC, por sua vez, recebe o Passo Fundo, às 20h, no Antônio David Farina.

Leia Mais
- Bolaños marca, Grêmio goleia e garante vaga nas quartas de final
- Renato inclui Grohe e Miller Bolaños na concentração para encarar o Ju
- Grêmio cogita volta antecipada de Bolaños após 3º amarelo pelo Equador
- Bolaños retorna ao Grêmio e pode ser usado por Renato neste sábado
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

A tarde era para ver o time com Barrios, mas a engrenagem da equipe de Renato Gaúcho custou a girar com o paraguaio na referência do ataque na primeira etapa. O Tricolor padeceu da falta de entrosamento com o camisa 18, desconexo com o trio de meias e, Luan, mais recuado, em especial. Ainda assim, até marcou, com Kannemann, em impedimento bem assinalado, após cobrança de escanteio. Mas logo virou refém da lentidão em sua saída de bola, com Jailson e Michel, que ainda deixam a desejar na intensidade na marcação.

Bem postado em seu sistema defensivo, o Veranópolis não teve dificuldades para neutralizar o ataque gremista. E ainda abriu o placar, ao aproveitar as brechas concedidas pelo Grêmio em frente à área. Aos 26, Gustavo recebeu pela direita, limpou a marcação de Léo Moura e chutou fraco, no canto esquerdo de Léo, que falhou ao deixar a bola passar. A partir daí, o Grêmio até acordou na partida e ameaçou, com Luan e Ramiro, mas sem balançar as redes.

Renato mexeu na sua equipe para a segunda etapa e sacou Jailson para o ingresso de Lincoln, com Ramiro recuado à função de volante, para aprimorar a saída de bola. E o efeito foi imediato. Ali de trás, o camisa 17 deu lançamento açucarado para Luan, logo a 4 minutos. O camisa 7 limpou dois marcadores apenas com o domínio com o peito e completou para as redes.

O Tricolor logo cresceu na partida e passou a comandar o jogo de vez com a saída de Barrios para o ingresso de Everton. A supremacia foi traduzida com chances de gol, em especial a partir dos pés de Léo Moura. O lateral criou a melhor oportunidade de vitória, aos 24, ao deixar Pedro Rocha na cara do gol. O atacante isolou. Renato ainda promoveu a estreia de "La Gata" Fernández, ao sacar Michel e partir de vez ao ataque. Mas sem efeito: persistiu o empate em 1 a 1.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio