Publicada em 17/03/2017, às 08:57

Vazado em dez jogos seguidos, São Paulo terá novas mudanças na zaga

Sem Lyanco e Rodrigo Caio, Lugano deve ser titular contra o Ituano, no sábado, no Morumbi. Gols em bolas aéreas incomodam Rogério Ceni

Lugano deve ser titular da defesa do São Paulo contra o Ituano (Foto: Diego Simonetti)

Rogério Ceni tomou uma medida diferente para tentar conter os gols sofridos pelo São Paulo em jogadas de bola aérea: não vai treinar o fundamento para enfrentar o Ituano, neste sábado, às 16h (de Brasília), no Morumbi. A única atividade da equipe antes do jogo pela nona rodada do Paulistão é na manhã desta sexta-feira, no CT.

O Tricolor sofreu sete dos 21 gols em bolas alçadas na área (veja vídeo acima) e foi vazado nas últimas dez partidas consecutivas – saiu zerado somente contra o Moto Club, em 9 de fevereiro.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Diante dos problemas, o técnico tricolor terá de fazer mudanças forçadas na defesa. Ele escalou Rodrigo Caio e Lugano no empate por 1 a 1 com o ABC, na última quarta-feira, em Natal. Rodrigo, no entanto, está suspenso com três amarelos e machucado – foi substituído com dores no joelho esquerdo, onde sofreu um edema no ligamento colateral medial.

Lyanco entrou no seu lugar e foi elogiado pelo treinador. Mas o zagueiro alvo do Torino, Juventus e Atlético de Madrid não está inscrito na primeira fase do Paulistão. Ele será incluído na fase de mata-mata. Maicon, em recuperação de uma entorse no tornozelo esquerdo, treinou pela primeira vez no campo na quinta-feira e não deve voltar.

Dessa maneira, Breno (fora contra o ABC por opção), Douglas (também fora diante do time potiguar) e Lucão brigam pela vaga ao lado de Lugano na defesa. Além das mudanças na dupla de zaga, Ceni promoverá troca no gol: Renan Ribeiro receberá a primeira chance como titular, no lugar de Denis, dono do posto nas duas últimas partidas. Sidão se recupera de uma lombalgia.



Apesar da preocupação com os gols sofridos, o São Paulo balançou a rede no ataque em 11 das 12 partidas de competição oficial da temporada. O Tricolor só saiu sem marcar na derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, no último sábado. Nesse sentido, a equipe terá o reforço do "gladiador" Lucas Pratto, argentino liberado para jogar com uma máscara de proteção no nariz fraturado.

Os artilheiros do ano são Cueva e Gilberto (seis gols cada), Luiz Araújo (cinco), Cícero e Pratto (quatro cada).

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte