Publicada em 16/03/2017, às 13:13

Mano, sobre poupar atletas: "Não vou tirar todo mundo e colocar outro time"

Treinador mantém esquema de preservar atletas mais desgastados e diz que, em jogos decisivos e no Mineiro, não vai mudar equipe inteira de um jogo para outro

Mano Menezes tem preservado atletas desgastados no decorrer da temporada (Foto: Washington Alves/Light Press)

Invicto na temporada, o Cruzeiro tem conseguido administrar bem a rotatividade de jogadores do elenco nas partidas. O técnico Mano Menezes tem seguido à risca o que deixou claro, de que pouparia atletas mais desgastados em alguns jogos, mas que respeitaria uma lógica, ou seja, quem sai por desgaste, volta ao time titular depois. Contra o Murici, foi a vez de o treinador preservar o zagueiro Manoel, o volante Henrique e o meia Arrascaeta. Desta forma, Mano voltou a descartar a possibilidade de alterar o time inteiro de um jogo para outro.

- As decisões que a gente toma, elas procuram obedecer os critérios: nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Se a gente descaracteriza a equipe, perde ritmo e perde o jogo, a culpa é do treinador, que menosprezou o adversário, achou que o jogo seria fácil. Não sou incoerente ao que prego aos jogadores. Então, é possível a gente ir recuperando os jogadores da maneira como estamos fazendo. A gente retira quando a série de jogos é grande, como aconteceu com Henrique e Arascaeta. Daqui dois jogos não teremos Arrascaeta e Caicedo, nas seleções, e por isso o Manoel foi poupado (contra o Murici). Não vou fazer aquilo de tirar todo mundo e colocar outra equipe, em jogos decisivos e do Mineiro, pois é arriscado. E o futebol já nos mostrou que não podemos ir por esse caminho.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Para o jogo de domingo, contra o Tombense, no Mineirão, às 16h (de Brasília), pelo Campeonato Mineiro, Mano Menezes disse que pode sim poupar outros atletas, mas que não está preocupado se tiver que fazer isso, já que aposta na força do elenco.

- Com essa sucessão de jogos, sim, não tem como. Mas estamos tranquilos, temos jogadores capazes de entrar e não deixar a qualidade da equipe baixar.

Fonte: GloboEsporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte