Publicada em 16/03/2017, às 17:12

Lucas Lima vê queda, mas diz que má fase do Santos passou: "Tudo mudou"

Meia afirma que sua lesão e a de Renato atrapalharam início de ano do Peixe, mas garante que rendimento melhorará: "Temos consciência de que podemos fazer mais"

Lucas Lima acredita que má fase do Santos está no fim (Foto: Ivan Storti / Divulgação Santos FC)

No ano de 2017, o Santos já sofreu três derrotas no Campeonato Paulista e está na terceira posição do Campeonato Paulista. Nesta quinta, o Peixe enfrenta o Strongest, pela segunda rodada da Libertadores, e tenta a sua primeira vitória em casa na competição. Confiante, o meia Lucas Lima garante que a pior fase já passou. Ele citou a vitória dos reservas sobre o São Bernardo e o empate com o Sporting Cristal, no Peru, como exemplos da evolução do time.

- Algumas coisas nesses últimos jogos não aconteceram como queríamos. No Paulista, com um time considerado reserva, conseguimos a vitória. Isso mostra a força do elenco. Fizemos uma boa partida na Libertadores. Sabemos que não estamos jogando o que estávamos jogando o que acabamos no ano anterior. A torcida pode ficar tranquila que nós jogadores temos consciência de que podemos fazer mais, apresentar um futebol melhor. Sem dúvida, tivemos esse problema no caminho. Mas, a partir de agora, tudo mudou, é diferente. Contamos com o apoio deles para ir até o final, não só no Paulista, mas na Libertadores também - disse o jogador.

Lucas Lima ainda isentou o técnico Dorival Júnior de responsabilidade pela oscilação da equipe no começo do ano. Além disso, disse que os jogadores apoiam o treinador.

Leia Mais
- Vitor Bueno faz gol, chora e comemora atuação após críticas: "Fui contestado"
- Análise: sob a batuta de Lucas Lima, Santos cumpre missão e vira líder
- Santos acorda no 2º tempo, vence São Bento e assume a ponta do Grupo D
- Modesto justifica atrasos de pagamento no Peixe: 'Caixa apertado'
- Leia mais notícias sobre Santos em www.futnet.com.br/santos

- Fizemos um primeiro jogo bom, o segundo bom também, pelas circunstâncias da partida. Contra o São Paulo, dominamos a partida e, por uma infelicidade, acabamos perdendo o jogo. Depois disso, eu tive uma lesão, o Renato também. Creio que isso foi um divisor. Somos jogadores adaptados, acostumados a jogar. O Dorival teve que antecipar a entrada dos reforços. Demorou um pouco também, para eles pegarem a filosofia. Foi uma série de fatores. Mas nós jogadores devemos um pouco sim. O Dorival tem passado tudo para nós, perfeitamente. Ele tem o total crédito de todos os jogadores. Necessitamos do apoio da nossa torcida para conseguir nossos objetivos. Quando acontecem essas coisas, servem para o grupo se fechar ainda mais. mas não tem desculpa. Vamos trabalhar para voltar a jogar bem.

O Santos enfrenta o Strongest às 21h45, com transmissão ao vivo do SporTV. O narrador Jota Jr. e o comentarista Maurício Noriega acompanham todas as emoções da partida.

Fonte: SporTV
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Santos