Publicada em 16/03/2017, às 09:33

Ausência de Bolaños dá brecha para Barrios ganhar sequência no Grêmio

Centroavante deve ser o escolhido para suprir ausência de equatoriano, suspenso e depois em serviço para a seleção equatoriana. Serão quatro jogos para o reforço

Lucas Barrios deve ter sequência como titular no ataque (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Convocado pela seleção do Equador, Bolaños antecipou sua ausência no Grêmio já para o próximo fim de semana ao levar o terceiro cartão amarelo no empate em 1 a 1 diante do Brasil-Pel. Assim, o caminho está aberto e pavimentado para Lucas Barrios ganhar sequência como titular da equipe tricolor nas próximas partidas.

Embora esconda o jogo, o técnico Renato Portaluppi já definiu como será formado o Grêmio nas quatro partidas sem o equatoriano. A grande tendência é pela entrada do paraguaio, o que formará um reajuste no setor ofensivo.

- É o que falo, fiquem preparados, as oportunidades vão aparecer, seja por alguém ser convocado, lesão, cartão ou algum problema. O time para domingo está na minha cabeça, não tenho dúvida. Vamos aguardar 24 horas, passar pelo departamento médico para ver se ninguém aparece com problema. Temos bastante tempo para treinar até domingo. Não temos o Miller, mas na minha cabeça não tem dúvida alguma - disse o técnico gremista.

Leia Mais
- Após "esquecer" 1º tempo em empate, Thyere cobra "pegada" contra o líder
- Cruzeiro tem o melhor aproveitamento entre clubes da Série A; veja ranking
- Sem Bolaños, Ramiro e Luan viram armas do Grêmio contra o líder Noia
- Renato dá apito a Luan em entrevista e se escala no Grêmio: "Vamos trocar"
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

COMO FICA SEM BOLAÑOS?

Como o equatoriano acabou convocado para os jogos do Equador nas Eliminatórias, abriu espaço para Renato dar sequência ao paraguaio sem precisar retirar alguém do time. Bolaños e Barrios, aliás, não executam a mesma função. A entrada do paraguaio implicaria diretamente na função de Luan. O camisa 7 passaria, de falso nove, a atuar como meia, recuado atrás do centroavante e com liberdade de movimentação.

Até porque as opções ofensivas vem dando conta do recado. Pedro Rocha se destacou na Libertadores, assim como Ramiro virou quase intocável pelo seu rendimento. A opção para acomodar todos no time seria retirar Jailson ou Michel e recuar Ramiro - o que soa indevido pela altíssima produção do volante como um meia-direita.

NOVO ESTILO

A mudança implicaria também em uma troca de estilo do time, algo citado por Renato como impeditivo imediato para a entrada de um jogador de área como titular. Desde 2015, o Tricolor usa Luan como jogador mais avançado para seu recuo criar espaço aos companheiros. Agora, terá de acionar mais Barrios no pivô e se aproximar do centroavante de área.

Barrios, enfim terá os jogos para mostrar seu potencial. Com status de grande contratação da temporada, o paraguaio entrou em três jogos pelo Tricolor. Foram 31 minutos no Gre-Nal, sua estreia; 18 minutos contra o Zamora, na Venezuela, pela Libertadores; e mais 25 minutos nesta quarta, contra o Brasil.

- Sei que chegamos em um time que joga há um tempo junto. Nas próximas semanas acho que terei uma sequência, vou conhecer meus companheiros e acho que vai dar tudo certo. Queremos o caminho das vitórias - disse Barrios, após o empate com o Brasil.

Outro que pode ser desfalque para o técnico é Marcelo Grohe. O goleiro sentiu um desconforto muscular no aquecimento e ficou no banco - Léo foi o titular. O camisa 1 será reavaliado para saber a gravidade do problema. Edílson, que treina normalmente, deve reforçar o elenco.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio