Publicada em 15/03/2017, às 20:02

"Yo me enamoré": Fla-Chile faz festa para brasileiros e emociona Bandeira

Sócios do Club Deportivo Flamengo, que é amador, receberam rubro-negros do Brasil com direito a pagode; diretoria é representada por presidente, Fred Luz e vice geral

Bandeira e rubro-negros brasileiros são recebidos por torcedores do Club Deportivo Flamengo, do Chile (Foto: Melissa Quintanilha)

Visitantes nesta quarta-feira, quando enfrentam a Universidad Católica, em Santiago, os rubro-negros estão em casa na capital chilena. Sócios do Club Deportivo Flamengo, equipe amadora inspirada no primo rico do Brasil, receberam os flamenguistas com churrasco e muita festa. Até samba e transporte foram garantidos pelos anfitriões aos flamenguistas brasileiros.

"Yo me enamoré"

Fundado por jovens do bairro Lo Prado em 31 de agosto de 1970, conforme revela sua bandeira, o Deportivo Flamengo intensificou a relação com o clube que o inspirou principalmente no ano passado, quando o colecionador de camisas Bruno Nin foi ao Chile assistir à vitória por 1 a 0 sobre o Palestino. A partir dali nasceu a Fla-Chile, e brasileiros e chilenos passaram a se comunicar via Whatsapp. Nesta quarta-feira, a torcida virou embaixada do Flamengo oficialmente.

Leia Mais
- #VemproMengão! Rubro-negros vão à loucura com curtidas de Everton Ribeiro
- Amor antigo entre Flamengo e Maracanã está próximo de cenário de separação litigiosa
- Apesar de já treinar com o grupo, Ederson não tem previsão de volta
- Bandeira espera nova licitação e vê Maraca nas mãos de "atravessadores"
- Leia mais notícias sobre Flamengo em www.futnet.com.br/flamengo

- A organização nasceu quando fomos ao jogo entre Flamengo e Santos, na penúltima rodada do Brasileirão, no Maracanã. Fomos recebido por Bruno Nin, que nos convidou. Estivemos com ele, com a Raça e com a Urubuzada. O mínimo que poderíamos fazer era receber a torcida do Flamengo com muito amor e muito carinho. Tivemos uma surpresa ao sermos homenageados e oficializados como a nova embaixada do Flamengo no Chile - afirmou Francisco Pancho, um dos líderes da Fla-Chile.

Pancho também explicou o que cantavam os rubro-negros chilenos durante a festa e arriscou um placar para o duelo com a Católica.

- "Yo me enamoré, de Flamengo me enamoré" (Eu me apaixonei, pelo Flamengo me apaixonei). Nasceu de uma paixão. Como falam em raça, amor e paixão, para nós é o mesmo por aqui. E o palpite para hoje é 3 a 0, dois de Guerrero e outro do Diego.

"Só o Flamengo"

Eduardo Bandeira de Mello resumiu como única a alegria de ver chilenos, mesmo sem vínculo algum com o Brasil, escolherem o Flamengo como time de coração.

- Foi emocionante. Difícil imaginar que a milhares de quilômetros de distância há tantos rubro-negros apaixonados como nós e que cultivam essa paixão há várias gerações. Só o Flamengo mesmo para me proporcionar uma alegria dessas - afirmou Eduardo Bandeira de Mello, presidente rubro-negro.

Pagode e ônibus para os brasileiros

- O Bruno (Nin) veio aqui contra o Palestino e conheceu o Francisco, um dos líderes da Fla Chile junto com o Teo. Eles foram contra o Santos no Maracanã, conheceram a Gávea, e essa relação estreitou. Assim que a tabela foi divulgada, a união cresceu. Montamos um grupo no Whatsapp há um mês, e eles organizaram esse churrasco. Vamos sair com ônibus daqui, tudo na maior alegria e na maior emoção. Só vivendo para saber. Toca pagode, toca samba. Uma sensação incrível - afirmou Daniel Silva, presente no churrasco de confraternização (confira abaixo canto dos flamenguistas chilenos).

Estudante de direito da Uerj, Vitor Hugo, outro dos que foram à festa, disse ter se sentido como um jogador rubro-negro diante de tanta hospitalidade por parte dos "hermanos chilenos".

- Parecia que éramos o próprio elenco, os próprios jogadores. Fomos festejados por sermos cariocas e do Brasil. Os caras fizeram questão de oferecer um churrasco para nós, é um momento histórico para eles de nos receber e receber o Flamengo. Mostra a força do Flamengo.

Além de Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo esteve representado na festa por seu diretor geral, Fred Luz, e o vice-presidente do clube, Maurício Gomes de Mattos, responsável pela oficialização da embaixada Fla-Chile.

Se houve grito de torcida chilena do Flamengo, os tradicionais dos rubro-negros brasileiros também não faltaram.

A bola rola para a partida às 21h45 (de Brasília) em San Carlos de Apoquindo, no Chile

UNIVERSIDAD CATÓLICA X FLAMENGO
Data: quarta-feira, às 21h45 (de Brasília)
Local: San Carlos de Apoquindo, Santiago
Flamengo: Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Romulo, Willian Arão e Diego; Berrío (Gabriel); Everton e Guerrero
Universidad Católica: Toselli Espinoza, Kuscevic, Lanaro, Parot, Fuentes, Kalinski Fuenzalida, Buonanotte, Noir e Santiago Silva
Árbitro: Diego Haro (PER) auxiliado por Coty Herrera (PER) e Jorge Luis Yupanqui (PER)

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Flamengo