Publicada em 15/03/2017, às 14:31

Positivo, mas... Nenê se incomoda com perguntas sobre fase difícil

Meio-campista ressalta otimismo para duelo com o Vitória na Copa do Brasil, mas mostra irritação com questionamentos sobre momento: "Parece que a gente caiu"

Nenê durante entrevista coletiva em São Januário (Foto: Felipe Schmidt)

No meio de uma pergunta sobre o momento complicado do Vasco na temporada, com pressão sobre Cristóvão Borges, resultados desfavoráveis e atuações pouco convincentes, Nenê não se segurou:

- Parece que a gente caiu. Futebol é resultado. Se a gente ganha, ninguém questiona nada. Tem que ganhar – desabafou.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O tom das perguntas na entrevista coletiva foi em cima da atual situação do Vasco. Em outro momento, Nenê contestou quando se falou que o time entrava em campo contra o Vitória, pela terceira fase da Copa do Brasil, eliminado – o empate em 0 a 0 classifica a equipe baiana.

- A gente não entra eliminado. Está no intervalo do jogo para mim. Eles estão em vantagem. Não existe isso. Tem que entrar da mesma maneira que entramos no primeiro jogo, fazer o resultado e não tomar gol.

Nenê ressaltou diversas vezes a necessidade de pensar positivo. O exemplo vem do técnico Cristóvão Borges, que sofre com críticas da torcida, mas não é visto pelo meio-campista como o único culpado.



- A gente sabe da situação dele. Mas creio que se estamos nessa situação, temos algo a melhorar. Não é só uma pessoa. Somos todos nós. Não fico pensando nisso. Temos que pensar sempre positivo, para frente. Penso em ir, ganhar, ele (Cristóvão) dar continuidade ao trabalho dele.

Entre os pensamentos positivos de Nenê está a parceria com Luis Fabiano, o entrosamento com os novos companheiros e até mesmo o título da Copa do Brasil. Veja outras respostas do meia:

Oscilação do time

Time não se faz em poucos meses. Jogadores chegaram depois da nossa preparação. Na Florida Cup o time era muito diferente. Eu creio que a oscilação se deve a isso. Cada um chegou de uma maneira. Até se entrosar acho que leva tempo.

Sonho de título

Nada termina como começa. Espero que seja dessa maneira. As proporções aqui no Vasco se tornam muito maiores. Temos que melhorar muito, mas também não tem que ficar como se tudo estivesse ruim. Que esse ano possamos terminar bem, com a conquista da Copa do Brasil. Acredito muito nisso.

Luis Fabiano

Com certeza a gente vai estar melhor. A cada dia a gente vai se entrosando. Ele é inteligente, experiente, não precisa de muita coisa. Creio que a gente se entendeu bastante bem (contra o Macaé), não tínhamos treinado nada juntos.

Cuidados com o Vitória

Da mesma maneira que jogaram aqui, vão jogar na casa deles. Acredito que vão sair para o jogo. Temos que tomar cuidado nos contra-ataques. Temos que fazer o que fizemos no jogo de ida e tomar cuidado em todos os momentos. Estar concentrado para não tomar susto.

Entrosamento com Wagner e Kelvin

Estamos conversando, tentando. Ali no campo precisa de tempo para se conhecer. Já está bem encaminhado. Fizemos atuações muito boas, às vezes faltava só a definição. Esses caras chegaram para me ajudar na criação, creio que conseguimos fazer muito bem isso.

Cristóvão

É um cara muito aberto. Sempre conversa com a gente, é claro em todas as coisas que vai fazer. Com ele são todos iguais, isso é muito bacana. Ele acredita realmente no trabalho dele, e nós também acreditamos.

Fonte: GloboEsporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte