Publicada em 15/03/2017, às 20:05

Gols anulados aumentam o apetite de Ricardo Oliveira para acabar com jejum

"Espero que seja no jogo de quinta-feira", disse o capitão do Santos, que atuou apenas três vezes no ano e será titular contra o The Strongest, na Vila Belmiro

Ricardo Oliveira é o quinto maior artilheiro do Santos na Libertadores (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Três jogos e nenhum gol. Ricardo Oliveira ainda não balançou as redes em 2017. Incomodado com o jejum, o atacante espera acabar com ele nesta quinta-feira, às 21h45, na Vila Belmiro, em partida contra o The Strongest, pela Taça Libertadores da América. Os dois gols anulados pela arbitragem este ano aumentam o apetite.

– Fiz dois gols legais este ano (contra Ferroviária e Sporting Cristal) e eles foram anulados. Estou participando de jogadas importantes dentro do nosso coletivo. Claro que não vou esquecer da minha função, que é a de fazer gol. Tenho certeza de que vai acontecer na hora certa. Espero que seja neste jogo – disse Ricardo Oliveira, em entrevista ao site oficial do clube.

O camisa 9 é o quinto maior artilheiro do Peixe na competição continental, com nove gols marcados em 2003. Ele só está atrás de nomes como Pelé (16), Robinho e Neymar (14) e Coutinho (11).

Leia Mais
- Confiante, Santos quer antecipar renovação de Ricardo Oliveira
- Diretoria do Santos se irrita com Globo, FPF, CBF e PM por tratamento no Paulistão
- Análise: reservas do Santos superam desentrosamento em virada na Vila
- Santos pretende acertar salários atrasados até o fim desta semana
- Leia mais notícias sobre Santos em www.futnet.com.br/santos

Com todos os ingressos vendidos, o Peixe terá casa cheia contra o The Strongest. A Vila Belmiro voltará a receber uma partida de Libertadores após cinco anos. Ricardo Oliveira quer voltar a sentir o clima o quanto antes.

– Não é uma ansiedade, mas desejamos que chegue logo este jogo. Queremos sentir novamente a atmosfera da Vila Belmiro em uma Libertadores. A última vez que joguei a competição vestindo a camisa do Santos foi em 2003. Faz muito tempo. Queria ter essa sensação novamente. Quero voltar a ver a torcida em um ambiente único. A Vila é diferente na Libertadores. Correremos, com certeza, o tempo todo pra conseguir essa vitória e dar alegria ao nosso torcedor – completou.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Santos