Publicada em 15/03/2017, às 21:33

Flu toma susto, mas bate o Criciúma por 3 a 2 e avança na Copa do Brasil

Tricolor carioca marca com Douglas, Dourado e Sornoza, e ainda tem dois gols bem anulados. Tigre joga bem, mas Caio Rangel perde duas chances na frente de Cavalieri

Sornoza salta para comemorar o terceiro gol do Flu: equatoriano jogou bem nesta quarta-feira (Foto: Estadão Conteúdo)

Teve emoção e muitos gols. Mas apesar do nervosismo até o apito final, o Fluminense venceu o Criciúma por 3 a 2, na reabertura do Giulite Coutinho, nesta quarta-feira, e avançou para a quarta-fase da Copa do Brasil. Douglas, Henrique Dourado e Sornoza fizeram os gols dos donos da casa. Diego Giaretta e Silvinho descontaram para o Tigre. O sorteio dos confrontos da próxima fase será realizado na sexta-feira, às 14h30, na CBF.

O Fluminense volta a campo no próximo domingo, contra o Nova Iguaçu, às 16h (de Brasília), novamente no Giulite Coutinho, pela Taça Rio. Já o Criciúma recebe o Brusque no mesmo dia, às 10h, pelo Campeonato Catarinense.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O primeiro tempo foi dividido em duas partes bem diferentes. Nos primeiros 20 minutos, domínio do Flu. Os donos da casa abriram o placar com Douglas, após boa jogada de Léo, e ampliaram com Henrique Dourado de pênalti. O próprio Dourado teve a chance de fazer o terceiro, mas chutou para fora. A partir dos 25 minutos, porém, o clube carioca parou de jogar. E viu o Criciúma tomar o controle da partida. Foi o suficiente para Diego Giaretta diminuir, Barreto ter um gol anulado (foi com a mão) e Caio Rangel perder uma chance na frente de Diego Cavalieri.

A etapa final começou parecida com o fim do primeiro tempo. Precisando do resultado, o Criciúma partiu para o ataque e sempre levava perigo nas jogadas de bola levantada na área. Cavalieri precisou salvar duas finalizações de Caio Rangel na cara do gol. O gol de Sornoza, após outra boa jogada de Léo, trouxe um alívio momentâneo. Renato e Marcos Júnior ainda tiveram gols bem anulados. Mas a chance desperdiçada por Richarlison na frente de Edson, aos 41, quase custou caro. Silvinho descontou no minuto seguinte e a pressão seguiu até o apito final. Mas não deu tempo: a vitória e a classificação ficaram com o Flu.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte