Publicada em 15/03/2017, às 21:34

Em jogo morno, Brasil de Pelotas e Grêmio empatam no Bento Freitas

Ramiro abre o placar para o Tricolor, e Gustavo Papa faz o dele no 1 a 1 em Pelotas

Luan é acompanhado por Cirilo no Bento Freitas (Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação)

Brasil de Pelotas e Grêmio não fizeram por merecer um placar melhor e empataram em 1 a 1 na noite desta quarta-feira, pela sétima rodada do Gauchão, no Estádio Bento Freitas. Os gols saíram no primeiro tempo. Ramiro marcou para o Tricolor, e Gustavo Papa buscou a igualdade para o Xavante. O argentino Gastón Fernández ficou os 90 minutos no banco de reservas e teve sua estreia com a camisa azul adiada.

Mesmo com o empate, o Tricolor assume a segunda posição na tabela do Gauchão, com 12 pontos. Já o Xavante segue na zona de classificação, em sétimo, agora com oito pontos. As duas equipes já voltam a campo nos próximos dias para a oitava rodada. O Grêmio recebe o Veranópolis na Arena, no domingo, às 16h. Já o Brasil vai a Porto Alegre enfrentar o São José na segunda-feira, às 20h30, no Passo D'Areia.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



No aquecimento para a partida, o goleiro Marcelo Grohe sentiu um desconforto muscular e foi vetado pelo departamento médico. O jovem Léo ocupou seu lugar e, logo aos dois minutos, viu Marcinho mandar uma finalização de bicicleta pelo alto. Aos 13, o Grêmio chutou pela primeira vez com Luan, mas sem força.

Nove minutos depois, Ramiro contou com a sorte e abriu o placar. Aos 22, tentou o passe para Léo Moura dentro da área, Cirilo rebateu, mas o volante estava atento para dividir já chutando com João Afonso. A bola bateu no zagueiro xavante e enganou Eduardo Martini.

Aos 29, o Tricolor quase ampliou com Bolaños, depois de uma troca de passes rápida na área do Brasil, mas Martini voou para espalmar. Assim, aos 32, veio o empate xavante. Marlon bateu escanteio da direita, e Gustavo Papa se antecipou a Jailson para cabecear no cantinho de Léo. O Grêmio tentou voltar à frente com chutes de longe de Jailson e Luan, mas o goleiro rival conseguiu espalmar nas duas oportunidades.





O Brasil retornou do intervalo com o lateral Éder Sciola no lugar do meia Lenílson. Em jogada individual, Marcinho chutou cruzado e Léo defendeu. O Tricolor devolveu com Pedro Rocha, mas a finalização saiu à esquerda da meta. Aos 19, Papa assustou em mais uma cabeçada após cruzamento de Wender, mas a bola passou por cima do gol de Léo.

Aí o goleiro xavante voltou a brilhar. Primeiro, aos 31, após Barrios ajeitar para a finalização de Bolaños quase na pequena área. Depois, aos 33, quando Léo Moura foi à linha de fundo e Luan chegou chutando. Martini fechou o canto e segurou firme. Aos 37, Everton recebeu na esquerda da área, dançou na frente de Cirilo e soltou a bomba. Acertou a trave direita do Xavante. E não havia tempo para mais nada. O empate saiu justo para os dois lados.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio