Publicada em 14/03/2017, às 21:21

O trunfo vascaíno: Martín Silva estuda para possível disputa de pênaltis

Goleiro uruguaio tem bons números na defesa de penalidades. Ele afirma que Cristóvão tem o respaldo do elenco para seguir seu trabalho

Martin Silva, goleiro do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Depois do empate por 1 a 1 em São Januário no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, a partida da volta contra o Vitória, quinta-feira, no Barradão, ganhou contornos mais dramáticos para o Vasco. Para avançar na competição, o time precisa vencer ou então empatar por mais de dois gols. No caso de uma nova igualdade em 1 a 1, a disputa vai para os pênaltis. Neste caso, os vascaínos têm um trunfo: o goleiro Martín Silva.

O uruguaio tem bons números na defesa das cobranças - pegou quatro das 12 penalidades contra o Vasco, ou seja, uma intervenção a cada três batidas. Melhor do que ele no futebol brasileiro apenas Gatito Fernandes, do Botafogo, que defendeu cinco de 13. Martín disse que, além de estudar os rivais, coloca na cabeça que está sempre em igualdade de condições com quem vai chutar.

- É claro que sempre estudo um pouco mais do que o normal, porque podem ter mais cobranças. Mas é parte da rotina. Nesse caso será preciso analisar bastante o plantel do Vitória. Tenho a cabeça sempre positiva, com confiança. Penso que sou capaz de defender, não me sinto em posição de inferioridade quando enfrento um batedor - disse o arqueiro.

Leia Mais
- Fabuloso falha na busca pelo gol, mas não desanima: "Uma hora entra"
- Análise: cinco novidades do Vasco montado por Milton Mendes
- Sem brilho, com vitória: Vasco bate o Madureira na estreia de Milton Mendes
- Fla x Vasco: governo do DF promete esquema especial de segurança
- Leia mais notícias sobre Vasco da Gama em www.futnet.com.br/vasco

Este duelo com o Vitória será especialmente importante para o técnico Cristóvão Borges, que pode ser sua situação ficar ainda mais complicada ou então ganhar uma trégua com a torcida. Martín Silva disse que o comandante está confiante e tem o respaldo do elenco para seguir o trabalho.

- Ele está firme, convencido de que vai mudar essa cara do Vasco, a relação com a torcida. Vemos ele com confiança no grupo. Nós também temos confiança nele. É importante isso. O resultado positivo vai vir. Claro que incomoda a todos sentir essa pressão no treinador, porque sabemos que ele não é o único responsável. Temos que fazer nossa parte também.

O jogo entre Vasco e Vitória será nesta quinta-feira, às 19h30, no estádio Barradão, em Salvador.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Vasco da Gama