Publicada em 14/03/2017, às 13:18

Dono 'provisório' da 10, Gastón Fernández diz que chega ao Grêmio com fogo de jovem

Argentino, apresentado nesta terça-feira, se coloca à disposição do Tricolor gaúcho e mostra torcida para que Douglas volte ao elenco: 'Torço por sua recuperação'

'É um símbolo do clube, um jogador mais que importante no plantel', diz Gata Fernández (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

O desafio de ostentar a camisa 10 do Grêmio já foi passado para outro jogador. Recebendo o emblemático desafio de ser o condutor das jogadas, Gastón Fernández foi apresentado nesta terça-feira no CT Luiz Carvalho, e não escondeu o desafio de chegar à equipe para, inicialmente, substituir à altura outra referência:

- É um orgulho estar aqui e fazer parte de uma instituição tão grande. Tenho uma camisa com um número tão significativo, que é do Douglas. E espero que ele volte logo. É um símbolo do clube, um jogador mais que importante para o plantel e, por enquanto, vou cuidar da camisa dele.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Douglas sofreu uma ruptura nos ligamentos do joelho direito e volta aos gramados apenas em agosto. Em suas primeiras palavras no Tricolor gaúcho, "Gata" Fernández garantiu que segue com fôlego para o novo desafio:

- Tenho ainda o fogo sagrado que tinha aos 20 anos, quando comecei a minha carreira.

O jogador de 33 anos, que já está inscrito no BID, detalhou como seu estilo de jogo pode contribuir para o técnico Renato Portaluppi. Além disto, se colocou à disposição para o duelo com o Brasil de Pelotas, nesta quinta-feira, pelo Gauchão:





- Minha característica é de ser um jogador ofensivo, de ser o elo entre os atacantes e os volantes. Eu gosto de estar sempre perto do gol e não me contento com o passe. Espero que vocês possam ver minha melhor versão no Grêmio e que eu possa ser uma peça útil para o treinador. Eu tenho a possibilidade de ser parte da delegação.

Questionado sobre o curioso apelido "Gata" Fernández, o argentino ainda contou:

- Gata me colocaram quando era muito jovem, no juvenis do River, pelo meu nome (Gastón) e pelos meus olhos.


O Grêmio adquiriu 70% dos direitos econômicos do argentino por US$ 570 mil (R$ 1,8 milhão) por dois anos de contrato. O jogador de 33 anos saíra da Universidad de Chile após atrito.

Fonte: LanceNet
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio