Publicada em 14/03/2017, às 09:13

Cruzeiro defende tabu histórico para seguir adiante na Copa do Brasil

Nas 14 vezes em que venceu o jogo de ida por dois ou mais gols, Raposa avançou

Cruzeiro fez 2 a 0 no Murici no jogo de ida e abriu boa vantagem para o jogo de volta (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)

O discurso dos jogadores, da comissão técnica e da diretoria do Cruzeiro é de respeito ao Murici e de que a classificação para a quarta fase da Copa do Brasil ainda não está garantida. O time mineiro venceu o jogo de ida da terceira fase, em Alagoas, semana passada, por 2 a 0, e pode perder por um gol de diferença que ainda assim avança. Vitória do Murici por dois ou mais gols de diferença, desde que faça pelo menos três, dá a vaga à equipe alagoana. Se o Murici devolver os 2 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis. Qualquer outro placar classifica o Cruzeiro.

A diferença técnica entre os dois times é muito grande. Enquanto o Murici tem a sétima campanha entre 10 times do Campeonato Alagoano e está na Série D do Brasileirão, o Cruzeiro tem um dos elencos mais qualificados do futebol brasileiro. Além disso, um fato histórico torna a tarefa do Murici ainda mais complicada. Todas as vezes em que o Cruzeiro venceu o primeiro jogo de uma fase mata-mata da Copa do Brasil, por dois ou mais gols de diferença, quando a segunda partida era obrigatória, acabou confirmando a classificação na partida seguinte.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Em 14 oportunidades, o Cruzeiro fez um saldo de dois ou mais gols no jogo de ida. Dessas vezes, em sete a vitória foi por dois gols de diferença, a mesma vantagem que o time mineiro tem sobre o Murici. Foi assim em 1993, diante do Vasco, em 1998, sobre Corinthians, Vitória e Vasco, em 2000 com Caxias e Santos, e em 2003, diante do Vila Nova-GO. A coincidência é que em todas estas campanhas, o Cruzeiro chegou à final da Copa do Brasil.

Mesmo com todos os fatores a favor, a classificação só será ou não confirmada depois que a bola rolar, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília). O favorito é o Cruzeiro, mas o Murici sonha em surpreender. Ainda que a missão seja praticamente impossível.

Veja abaixo todas as vezes em que o Cruzeiro venceu a primeira partida de um mata-mata por dois ou mais gols de diferença na Copa do Brasil, em fases que o segundo jogo era obrigatório.





Copa do Brasil 1993 - Semifinais
20/5 – Cruzeiro 3 x 1 Vasco
27/5 – Vasco 1 x 1 Cruzeiro

Copa do Brasil 1996 - Oitavas de final
28/3 – Vasco 2 x 6 Cruzeiro
17/4 – Cruzeiro 1 x 1 Vasco

Copa do Brasil 1996 - Quartas de final
24/4 – Cruzeiro 4 x 0 Corinthians
10/5 – Corinthians 3 x 2 Cruzeiro

Copa do Brasil 1998 - Oitavas de final
31/3 – Cruzeiro 3 x 1 Corinthians
23/4 – Corinthians 1 x 1 Cruzeiro

Copa do Brasil - 1998 - Quartas de final
05/05/1998 – Cruzeiro 2 x 0 Vitória
14/05/1998 – Vitória 1 x 0 Cruzeiro

Copa do Brasil 1998 - Semifinais
19/5 – Cruzeiro 2 x 0 Vasco
23/5 – Vasco 0 x 0 Cruzeiro

Copa do Brasil 2000 - Terceira fase
27/4 – Caxias 1 x 3 Cruzeiro
3/5 – Cruzeiro 6 x 1 Caxias

Copa do Brasil 2000 - Semifinais
29/6 – Cruzeiro 2 x 0 Santos
2/7 – Santos 2 x 2 Cruzeiro

Copa do Brasil 2003 - Oitavas e final
23/4 – Cruzeiro 2 x 0 Vila Nova-GO
30/4 – Vila Nova-GO 1 x 2 Cruzeiro

Copa do Brasil 2005 - Oitavas de final
20/4 – Cruzeiro 4 x 0 Santa Cruz
4/5 – Santa Cruz 1 x 0 Cruzeiro

Copa do Brasil 2005 - Quartas de final
11/5 – Baraúnas-RN 3 x 7 Cruzeiro
18/5 – Cruzeiro 5 x 0 Baraúnas-RN

Copa do Brasil 2013 - Terceira fase
9/7 – Cruzeiro 5 x 0 Atlético-GO
17/7 – Atlético-GO 0 x 1 Cruzeiro

Copa do Brasil 2014 - Oitavas de final
27/8 – Cruzeiro 5 x 0 Santa Rita-AL
3/9 – Santa Rita-AL 1 x 2 Cruzeiro

Copa do Brasil 2016 - Oitavas de final
1/9 – Botafogo 2 x 5 Cruzeiro
21/9 – Cruzeiro 1 x 0 Botafogo

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Cruzeiro