Publicada em 14/03/2017, às 23:08

Com gol de bicicleta, Botafogo vence na estreia da fase de grupos da Liberta

Roger faz gol parecido com o que Pimpão marcou contra o Olimpia, e o próprio camisa 11 faz o segundo do Glorioso na vitória por 2 a 1 contra o Estudiantes

Roger faz o primeiro gol do Botafogo contra o Estudiantes na vitória por 2 a 1, lembrando Pimpão contra o Olimpia (Foto: André Durão)

Se for tranquilo não é o Botafogo. Em um jogo tenso, em que o Alvinegro teve mais dificuldade em casa nesta Libertadores, o Glorioso conseguiu se sobressair ao Estudiantes e venceu os argentinos por 2 a 1 nesta terça, no Nilton Santos. Apesar da vitória, o jogo não foi dos melhores para o Botafogo, que mostrou dificuldade em construir as jogadas.

Por mais que o Alvinegro tenha mantido mais a bola no primeiro tempo, foi o Estudiantes quem levou mais perigo. Com o time argentino bastante fechado, o Glorioso tentava mais lançamentos em direção à área, não construía tanto as jogadas e também não arriscava de longe.

Já o Estudiantes conseguiu chegar duas vezes com perigo ao gol do Botafogo: a primeira em chute de Lucas Rodríguez que passou muito perto da trave de Gatito e uma boa defesa do goleiro paraguaio. Até que, aos 33, Marcelo cruzou na área, Bruno Silva dá um voleio para a pequena área e Roger dá uma bicicleta, à la Pimpão, e abriu o placar para o Alvinegro.

Nos últimos 45 minutos, o Botafogo chegou a ameaçar o time argentino antes do gol de empate. Mas a cabeçada de Bruno Silva que explodiu no travessão não valia porque o volante estava impedido. Aos 16, Marcelo deu carrinho forte em Viatri e recebeu amarelo. Na cobrança, Otero acertou a gaveta de Gatito, que até tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol dos hermanos.

Leia Mais
- Renovação de Jefferson com o Botafogo caminha para final feliz
- Atlético-MG x Botafogo: prováveis times, desfalques, onde ver e palpites
- Dores dos filhos, das lesões, corpo e alma não aguentam, Montillo se aposenta
- Acabou: Montillo pede e Botafogo aceita rescisão de contrato
- Leia mais notícias sobre Botafogo em www.futnet.com.br/botafogo

A partir daí o Estudiantes começou a tomar mais conta do jogo. O domínio argentino durou somente até os 33 minutos, dessa vez no segundo tempo. Sassá, que entrou no lugar de Montillo, apagado, fez jogada pela esquerda, cruzou rasteiro na área e Camilo bateu para o gol, mas a bola explodiu na defesa. Na sobra, Pimpão recebe, domina, gira e bate no canto direito de Andújar. A bola ainda toca caprichosamente na trave antes de estufar a rede do goleiro do Estudiantes.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Botafogo