Publicada em 14/03/2017, às 09:42

Com dúvida na defesa, Santos deve manter o ataque na Libertadores

Mesmo com Bruno Henrique e Vladimir Hernández pedindo passagem, tendência é Vitor Bueno e Copete serem mantidos contra o The Strongest. Cleber é dúvida

Recuperado, Ricardo Oliveira é garantido no ataque do Santos (Foto: Ivan Storti / Divulgação Santos FC)

Bruno Henrique e Hernández vivem boa fase no Santos, mas o técnico Dorival Júnior deve manter o trio de ataque com Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira para enfrentar o The Strongest nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores.

A dúvida está na defesa. Com dores no joelho, Cleber foi desfalque diante do São Bernardo no último domingo e não foi a campo no treinamento desta segunda-feira. Se o incomodo continuar, Lucas Veríssimo atuará ao lado de David Braz.

Dorival tem algumas razões para a tendência de dar nova chance para Bueno e Copete, mesmo que não estejam atuando nas melhores condições. O camisa 7 foi decisivo em 2016 e não caiu tanto de rendimento nesta temporada – contra o Botafogo-SP, por exemplo, fez o gol que acabou com jejum de 320 minutos.

Leia Mais
- Confiante, Santos quer antecipar renovação de Ricardo Oliveira
- Diretoria do Santos se irrita com Globo, FPF, CBF e PM por tratamento no Paulistão
- Análise: reservas do Santos superam desentrosamento em virada na Vila
- Santos pretende acertar salários atrasados até o fim desta semana
- Leia mais notícias sobre Santos em www.futnet.com.br/santos

Já o colombiano se destaca pela experiência em Libertadores - disputou três edições e foi campeão pelo Atlético Nacional no ano passado -, e pela recomposição. Copete é elogiado pelo bom entendimento tático e marcação do adversário até a linha de fundo.

A comissão técnica do Peixe deve esboçar a equipe titular no treino da tarde desta terça-feira, fechado para a imprensa.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Santos