Publicada em 13/03/2017, às 19:14

Jair pede equilíbrio e fala do valor da Pré-Libertadores: "Respeitam a gente"

Técnico do Botafogo sabe que time precisa ter paciência para conquistar a vitória nesta terça e comenta a importância da classificação contra Olímpia e Colo-Colo

Jair Ventura sorri durante a coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira no Botafogo (Foto: Twitter/Botafogo)

O Botafogo faz sua estreia na fase de grupos da Taça Libertadores nesta terça-feira, às 21h (de Brasília), sem pensar em outro resultado que não seja a vitória diante do Estudiantes, no Estádio Nilton Santos. Para isso, Jair Ventura, que completará 38 anos no dia, vem trabalhando muito o lado emocional do grupo, pois sabe que a equipe precisará ter equilíbrio para enfrentar um adversário tão tradicional na competição e que sabe jogar muito bem fora de casa.

- Temos que ter um equilíbrio. Pensar em vencer, mas sabendo que temos 90 minutos para isso. O importante é fazer valer o fator casa. Buscar a vitória, mas de maneira organizada.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Quanto a pegar um adversário rodado na competição, Jair diz que o respeito será mútuo, principalmente pelos jogos que o Botafogo fez na Pré-Libertadores, quando passou por Olimpia e Colo-Colo. Os dois confrontos foram decididos fora de casa.

- Foi bom porque conseguimos o objetivo contra grandes adversários. Quando saiu o sorteio, muita gente se preocupou. Tenho certeza que os adversários respeitam a gente e sabem como foi difícil. Se mantivermos o que conseguimos na Pré-Libertadores de vencer em casa daremos um grande passo para a classificação.

Confira os outros tópicos abordados na coletiva:





SITUAÇÃO DO JONAS

- Jonas está fora. É um situação cirúrgica, infelizmente. Não sei qual a lesão. Na cirurgia o médico vai analisar qual a gravidade. Preocupa bastante, perdemos um companheiro... Acho que é uma cirurgia simples, e ele pode voltar em 15 dias. Então não vale a pena (trocar na lista). A gente espera que quando o nosso doutor estiver olhando não tenha mais nada grave. Se for essa lesão no menisco, em 15 dias estará de volta. Pode ser até mais rápida do que uma muscular"

SUBSTITUTO

- Pode ser o Marcelo, o Marcinho, o Gilson, o Fernandes, o Pimpão para a gente ganhar mais velocidade (risos)...

PEDIDO DE ANIVERSÁRIO

- Vitória. Seria muito triste se eu estivesse em casa jantando e vendo o Olímpia jogando. Fico feliz de perder esse jantar dessa maneira. O melhor presente foi disputar a fase de grupos da Libertadores. Tenho amigos treinador e mais velhos que queriam estar disputando essa competição.

CAMILO E MONTILLO

- São jogadores que podem jogar na mesma posição ou não. Vão render muito mais ainda. A gente tem que ter um pouco de calma também. O Montillo vem de um Campeonato Chinês, onde não jogava desde outubro. Isso requer um tempo. Nossa intensidade aqui é diferente. O Camilo ainda está buscando a forma física ideal. Tenho certeza que eles ainda vão dar muitas alegrias aos torcedores.

CARACTERÍSTICAS DO TIME

- Jogo coletivo, intensidade, entrega, coletividade... Esse é o nosso time. Organizado, mesmo sofrendo gols. É uma equipe que vai lutar sempre até o último minuto. Podemos ganhar ou perder, mas quando você aumenta sua intensidade tem mais chances de vencer. Essa é a nossa cara.

FALTA DE RITMO DO ESTUDIANTES

- Eles conseguiram estrear contra o Veléz (no Campeonato Argentino). Perderam, mas fizeram uma boa partida. Eles tiveram bastante tempo de preparação, mesmo sem jogos oficiais, O ritmo de jogo atrapalha, mas não podemos achar que teremos benefícios por isso. São jogadores de bastante qualidade, tem o Verón, que sempre admirei.

- ESCOLHA DOS CINCO INSCRITOS

- Foi o critério técnico e que estavam no melhor momento para nos ajudar na fase de grupos. Foram Diego (goleiro), Emerson Santos, Canales, Sassá e Fernandes.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Botafogo