Publicada em 13/03/2017, às 20:26

Guilherme dá apoio a treinador: “Estamos fechados com o Cristóvão”

Grato ao técnico por ter recebido primeira oportunidade no Vasco, meio-campista analisa fase ruim do time e acredita que equipe precisa melhorar nas finalizações

Guilherme é grato a Cristóvão por oportunidades na equipe (Foto: Felipe Schmidt)

Se depender de Guilherme, Cristóvão Borges terá todo o tempo necessário para trabalhar no Vasco. Grato ao treinador por ter recebido sua primeira oportunidade com a camisa cruz-maltina como profissional, o meio-campista saiu em defesa do técnico, muito criticado pela torcida, e afirmou que o elenco apoia o comandante.

- Não só eu, mas outros jogadores já falaram. Estamos fechados com o Cristóvão. Por mais que haja essas críticas, a torcida quer resultados. Dentro de campo corremos por ele. Quinta-feira temos tudo para sair com uma vitória (sobre o Vitória, pela Copa do Brasil) – disse o jovem de 22 anos.

Para Guilherme, uma das razões para o Vasco não conseguir convencer a torcida e conquistar bons resultados está na falta de eficácia ao finalizar. Segundo o meia, o time tem sofrido para concluir, o que complica jogos que poderiam ser mais fáceis.

- Não dá para explicar. É estranho responder isso. A gente treina bem, chega no jogo, e as coisas não acontecem. Às vezes tem muitas chances que a gente não consegue concluir. Isso é um detalhe que faz toda a diferença.

Leia Mais
- Bruno Paulista: entenda a burocracia da novela cheia de capítulos do Vasco
- Sorridente, Thalles revela peso, rotina no hotel e dieta: 'Sem hambúrguer'
- Sertanejos do Vasco, Jean e Gilberto lideram desarmes no Brasileiro
- Jean diz como Vasco deve agir fora de casa para pontuar no Brasileiro
- Leia mais notícias sobre Vasco da Gama em www.futnet.com.br/vasco

Gratidão a Cristóvão

Elogiado pela torcida neste início de ano, Guilherme voltou à reserva no Vasco. Questionado sobre isso, Cristóvão explicou que o jogador ainda precisa de regularidade. O meio-campista não contestou.

- Sou muito grato ao Cristóvão. Passam vários treinadores e não tive oportunidade, foi ele que me deu. Cabe a mim aproveitar, respeitando a decisão dele. Sou novo, entendo também que eu preciso de um tempo – completou.

Nesta segunda-feira, os jogadores que atuaram mais de 45 minutos no empate em 2 a 2 com o Macaé fizeram trabalho regenerativo no Caprres. Os demais disputaram um coletivo com os juniores.

Na quinta-feira, a equipe enfrenta o Vitória no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O Vasco precisa vencer ou empatar por dois ou mais gols para conseguir a classificação. Empate em 0 a 0 dá a vaga ao time baiano.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Vasco da Gama