Publicada em 13/03/2017, às 11:35

E agora, Abel? Treinador do Flu volta a ter dois goleiros 'titulares' a serviço

Júlio César e Diego Cavalieri estão à disposição do técnico para o jogo de quarta-feira, pela terceira fase da Copa do Brasil, contra o Criciúma

Diego Cavalieri voltou a atuar após 42 dias de recuperação (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

A semana do Fluminense começa com uma dúvida: quem será o goleiro diante do Criciúma, na quarta-feira, em confronto decisivo pela Copa do Brasil?

Abel Braga é o homem responsável em pela decisão e precisará levar em consideração alguns pontos para escolher entre Júlio César e Diego Cavalieri. Enquanto o primeiro vem atuando regularmente em 2017, inclusive sendo decisivo na conquista da Taça Guanabara, o segundo conta com a confiança dos torcedores e tem muito mais experiência, apesar das idades próximas.

- Essa dor de cabeça é boa. Quem eu botar, estou tranquilo. Normalmente pesa a opinião do treinador de goleiros. Ele que pode avaliar melhor. Eu coloco a minha opinião. Se a dele for contrária, tem que me convencer - afirmou Abel.

A disputa entre os dois goleiros já é antiga, antes mesmo da chegada de Abel Braga. Em setembro, uma lesão na coxa esquerda afastou Cavalieri da reta final do Campeonato Brasileiro. Júlio César assumiu a titularidade e fez sua maior sequência como titular do Flu, na época comandado por Levir Culpi.

Leia Mais
- Grato à torcida e Abel, Calazans não vê cobrança menor sobre os jovens
- Buscando mais espaço no Flu, Renato e L. Fernandes reencontram o Avaí
- Tentando arrumar a defesa, Flu enfrenta o pior ataque do Brasileirão
- Inspiradas na Máquina, novas camisas do Flu são aprovadas no conselho
- Leia mais notícias sobre Fluminense em www.futnet.com.br/fluminense

O ano de 2017 começou e na pré-temporada, já sob o comando de Abelão, Diego Cavalieri mostrou-se recuperado. Diante do Criciúma, no dia 24 de janeiro, já estava o camisa 12 como titular na Primeira Liga. Cinco dias depois, no clássico contra o Vasco pelo Carioca, Diego mais uma vez foi titular, mas em uma dividida com o zagueiro Rodrigo acabou torcendo o tornozelo direito.

Nos 42 dias de recuperação de Cavalieri, Júlio César fez outra sequência como titular do Fluminense. Debaixo das traves o camisa 22 foi bem, no entanto, a saída em bolas aéreas mostrou ser uma dificuldade do goleiro de 30 anos. O ponto alto da campanha foi na final da Taça Guanabara, quando Júlio César defendeu a cobrança de pênalti e garantiu o título, ganhando alguns pontos com o treinador Abel Braga e a torcida.

OS GOLEIROS DO FLUMINENSE EM 2017

JÚLIO CÉSAR
​9 JOGOS
19 DEFESAS

DIEGO CAVALIERI
3 JOGOS
6 DEFESAS

MARCOS FELIPE
1 JOGO
1 DEFESA

Fonte: Lancenet
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Fluminense