Publicada em 13/03/2017, às 19:21

Camilo cita rival do Fla e diz que falta de ritmo dos argentinos pode ajudar

Meia lembra derrota do San Lorenzo por 4 a 0 na estreia da fase de grupos e fala do tempo em que os hermanos ficaram sem jogador com a paralisação no futebol local

Camilo em treino do Botafogo (Foto: Satiro Sodré / SSPress)

Muita gente fala que não, mas o meia Camilo acha que a falta de ritmo dos times argentinos, que ficaram um bom período sem jogos oficiais devido a uma greve dos jogadores, pode influenciar nesse início da fase de grupos da Libertadores. Na manhã desta segunda-feira, ele lembrou da derrota do San Lorenzo por 4 a 0 para o Flamengo, no Maracanã, e ao falar que a falta de ritmo pode acabar ajudando o Botafogo diante do Estudiantes, nesta terça-feira, às 21h (de Brasília), no Estádio Nilton Santos.

- Sabemos que eles estavam com uma paralisação no campeonato. A gente pode ter um pouco de ganho, sim. Pode ajudar. Acompanhamos o jogo do San Lorenzo e percebemos isso (cansaram na etapa final, quando o time carioca fez quatro gols). Vamos buscar uma intensidade forte. Fora issom estamos em um grupo difícil, com o atual campeão, o próprio Estudiantes... Vamos ter que apresentar excelentes partidas para alcançarmos as vitórias - disse ele, que já pensou no presente de aniversário para o técnico Jair Ventura que completa 38 anos.

- Assim como foi no jogo anterior, quando comemorei meu aniversário, vamos buscar a vitória para dar de presente ao Jair Ventura.

Leia Mais
- Clássico entre Botafogo e Fluminense teve o maior prejuízo do Carioca 2017
- Após 'melhor primeiro tempo', Roger prevê Botafogo mais entrosado
- Reservas fazem treino tático na reapresentação do Botafogo
- Bota renova contrato com Caixa por um ano: valor de R$ 10 mi mais bônus
- Leia mais notícias sobre Botafogo em www.futnet.com.br/botafogo

TIME CHEGA FORTE?

- Sempre acreditamos na gente. A dificuldade era grande por decidir os jogos fora de casa, mas estávamos concentrados. Agora é valorizar mais a competição. Vamos comer pelas beiradas e buscar o objetivo.

VERÓN

- É um grande jogador. Sempre acompanhava na Seleção Argentina. É uma situação diferente jogar contra o presidente da outra equipe (risos)

JOGOS DA LIBERTADORES

- Temos que ficar ligados o tempo inteiro. São jogos de alta concentração, contra grandes equipes. É um campeonato que todo atleta que jogar. Por essa dificuldade de jogar fora de casa foi um aprendizado grande para a fase de grupos. Já tiramos a ansiedade de estrear, mas com a mesma intensidade da Pré-Libetadores. Nos preparamos bastante e sabemos que a responsabilidade aumentou.

PARCERIA COM MONTILLO

- Tivemos um jogo direto. Foi bom para, movimentação e estrear bem para entrar forte na Taça Rio. A parte física aumentou muito e estaremos muito melhores nessa nova fase.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Botafogo