Publicada em 10/03/2017, às 09:42

São Paulo usa mais jogadores do que os principais adversários no Paulistão

Com a rotatividade do elenco como premissa, Rogério Ceni já escalou 25 dos 28 jogadores inscritos na competição, mais do que Corinthians, Palmeiras e Santos

São Paulo x Santo André (Foto: Marcos Ribolli)

O elenco do São Paulo era o menos badalado entre os quatro grandes do estado no início do Campeonato Paulista. Mesmo assim, Rogério Ceni tem transformado o discurso da rotatividade em prática. Após sete rodadas, o Tricolor utilizou mais jogadores na competição do que seus três principais rivais, Corinthians, Palmeiras e Santos.

Dos 28 inscritos, 25 já entraram em campo. Mais do que os 24 do Corinthians, 22 do Palmeiras ou 21 do Santos. Os únicos tricolores que ainda não estrearam são o goleiro Renan Ribeiro, o zagueiro Lucão e o volante Wesley, que está machucado desde o fim da pré-temporada.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Esse número deve aumentar nas próximas rodadas, já que Ceni pretende dar uma oportunidade a Renan Ribeiro ou contra o Ituano, no dia 18, no Morumbi, ou diante do Botafogo, dia 22, em Ribeirão Preto.

– Para o jogo contra o ABC (na última quarta, pela Copa do Brasil), nenhum dos 11 titulares havia estado em todos os últimos três jogos. Com a rotatividade, tentamos dar o descanso necessário para que todos tenham energia, jogando o máximo tempo em alta intensidade. Mesmo assim não conseguimos o tempo todo, por isso temos que matar o jogo – disse o técnico, que atribui o bom desempenho da equipe, entre outros fatores, à rotação do elenco.

O goleiro Sidão, que não vai disputar o clássico deste sábado contra o Palmeiras, pois trata de uma lombalgia, fruto de uma hérnia de disco, é quem atuou por mais tempo: 540 minutos. Entre os jogadores de linha, o recordista com 522 minutos é Thiago Mendes, que participou das últimas 31 partidas do São Paulo – 30 delas como titular –, o que sugere: assim que for possível, ele ganhará um descanso da comissão técnica.



Graças às substituições frequentes, protagonistas da equipe têm menos tempo de jogo: são os casos de Cueva (459 minutos) e Cícero (460), por exemplo.

No Paulistão, o principal reforço da temporada, Lucas Pratto, ainda tem somente 180 minutos de jogo: as partidas contra Mirassol e São Bento. Mesmo assim, já acumula três gols.

Mesmo os mais garotos não podem reclamar falta de oportunidade, a começar pelo lateral-esquerdo Junior Tavares, que abocanhou a vaga de titular e já praticou 431 minutos de futebol, até reservas como Araruna (201) e Shaylon (64).

– O mais bacana de tudo é que todos se sintam importantes – resumiu Rogério Ceni.

O treino desta sexta-feira será fechado, mas ele já havia dito que dificilmente repetiria os 11 titulares da vitória por 3 a 1 sobre o ABC-RN na partida contra o Palmeiras. Jucilei e Wellington Nem têm chance de entrar, além de Buffarini na lateral direita.

Veja mais informações sobre o próximo jogo:

Próximo adversário: Palmeiras
Local: arena do Palmeiras, em São Paulo
Data e horário: sábado, 16h (de Brasília)
Escalação provável: Denis, Bruno (Buffarini), Breno, Rodrigo Caio e Junior Tavares; João Schmidt (Jucilei), Thiago Mendes e Cícero; Cueva, Luiz Araújo e Pratto
Desfalques: Sidão (lombalgia) Maicon (entorse no tornozelo esquerdo) e Wesley (artroscopia no joelho esquerdo)
Arbitragem: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, auxiliado por Bruno Salgado Rizo e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa
Transmissão:
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir de 15h

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte