Publicada em 10/03/2017, às 10:55

Contra a maré: Fla inverte tendência nacional ao fazer dois gols de falta em sequência

Por outro lado, no ano passado, Rubro-Negro não fez gol deste gênero no segundo semestre. Além de Diego e Guerrero, elenco tem outros bons cobradores de falta

Diego cobra falta contra o San Lorenzo Gilvan de Souza / Flamengo

Com bons cobradores de falta em seu elenco, o Flamengo teve sucesso neste quesito contra Fluminense e San Lorenzo. Guerrero fez um belo gol contra o Tricolor das Laranjeiras, e Diego fez o dele diante do time argentino. Os dois tentos em sequência vão contra a 'maré' do futebol brasileiro, que carece de especialistas em bola parada e tem cada vez menos gols de falta.

De acordo com dados do Footstats, foram somente 17 gols do gênero no Campeonato Brasileiro do ano passado, a pior marca dos últimos anos. Em 2013, por exemplo, foram 46 bolas na rede em faltas na mesma competição.

Na Copa do Brasil deste ano - que está em andamento -, foram somente, até agora, dois gols de falta, o que corresponde a só 3% do total da competição.

Leia Mais
- Vizeu lamenta chance perdida, mas garante que foco agora é no clássico
- Elogiado, Cuéllar crê em ano feliz "no Fla ou em outro clube"; Ronaldo vibra
- Vizeu abre espaço para Vinicius Jr: "Espero poder estar com ele logo"
- Reservas do Flamengo ficam só no empate com o Volta Redonda
- Leia mais notícias sobre Flamengo em www.futnet.com.br/flamengo

A situação no Campeonato Carioca é ainda pior. Somente Guerrero fez gol de falta, de acordo com os mesmos dados do Footstats. No Paulistão, foram só 3 tentos de falta, o que representa 1% do total no Estadual.

Além de Guerrero e Diego, o elenco do Flamengo conta com outros bons cobradores de falta. Nos treinos, Mancuello, Rafael Vaz e Gabriel mostram pontaria afiada. O defensor está sempre entre os cobradores, mas ainda persegue o primeiro no Rubro-Negro.

Vale ressaltar, porém, que o Flamengo ficou sem fazer um gol de falta durante todo o segundo semestre do ano passado. O Rubro-Negro não balançava a rede com uma bola parada deste gênero desde o Carioca de 2016, quando Mancuello deixou o dele na vitória de 3 a 0 sobre o Boavista.

Fonte: Lancenet
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Flamengo