Publicada em 09/03/2017, às 09:21

Torcida do Grêmio aposta no trio BLB em arrancada na Libertadores

Portaluppi pode escalar Bolaños, Luan e Barrios contra o Zamora, em Barinas, na noite desta quinta. Juntos, os três somam 325 gols na carreira

Foto: Montagem sobre fotos / Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação, Camila Domingues/Especial e Luiz Armando Vaz/Agência RBS / Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação, Camila Domingues/Especial e Luiz Armando Vaz/Agência RBS

O trio BLB está pronto para entrar em ação. É dessa forma que, em pouco tempo, a torcida do Grêmio poderá se referir a Bolaños, Luan e Barrios, a mortífera trinca de ataque que Renato Portaluppi já poderá escalar a partir desta quinta-feira, contra o Zamora, em Barinas, na estreia do clube em sua 17ª Libertadores.

O poder de fogo de Bolaños, Luan e Barrios é traduzido em gols e euros. Juntos, os três fizeram a rede adversária balançar 325 vezes na carreira.

Mais velho do trio, o argentino naturalizado paraguaio Barrios é quem mais fez: 186.

Leia Mais
- Renato admite problemas em empate, mas projeta evolução na "hora H"
- "Empatite" crônica vira problema e trava evolução do Grêmio no Gauchão
- Léo Moura marca e Grêmio empata com o Novo Hamburgo
- Após "esquecer" 1º tempo em empate, Thyere cobra "pegada" contra o líder
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

Luan, no entanto, é quem custa mais caro, de acordo com o site transfermarkt, especializado em transações de jogadores. Junto com Lucas Alario, do River Plate, está avaliado em 12 milhões de euros (R$ 40 milhões) e é o jogador mais valorizado da Libertadores 2017.

Por enquanto, ainda não há a garantia de que a opção do técnico Renato Portaluppi seja mandar os três a campo já na arrancada da Libertadores, embora seja este o sonho da torcida.

Como não contará com Geromel e Maicon, lesionados, ninguém garante que passe pela cabeça do treinador fazer mudanças na estrutura tática do time, montada há mais de um ano.

Barrios, caso seja escalado, ocupará a vaga de Pedro Rocha. Nesse caso, Luan atuaria pelo lado esquerdo, compondo o trio de armação com Ramiro e Bolaños.

Ex-atacante do Grêmio, Tarciso deseja ver os três juntos. E estabelece uma comparação com a Libertadores de 1983, a primeira conquistada pelo Grêmio.

Naquele ano, que marcou o início da consagração de Renato Portaluppi como jogador, torcedores queriam ver o atual técnico ao lado de Tarciso, embora os dois fossem da mesma função. E ainda exigiam do treinador Valdir Espinosa, hoje coordenador técnico, que encontrasse uma vaga para Caio.

Na decisão, contra o Peñarol, com 73 mil pessoas espremidas dentro do Olímpico, os três estavam em campo.

- Barrios foi contratado com a aprovação de 95% da torcida. Faz gols e também sabe marcar, é muito aguerrido. Não sei qual a intenção de Renato, mas os três precisam estar juntos. Se o Grêmio quer algo maior na Libertadores, o técnico precisará descobrir um esquema que coloque Barrios, Bolaños e Luan no mesmo time - opina Tarciso.

A extravagância de Romildo Bolzan Júnior não é jogador de ficar sentado no banco. Barrios preferiu perder dinheiro e deixar o Palmeiras a ser uma alternativa apenas diante da ausência do colombiano Borja.

Sua entrada no time, porém, dependerá de um ajuste no posicionamento de Luan e Bolaños, analisa o ex-centroavante Christian, de passagem pelo Grêmio em 2003 e 2004.

- Acho que os três podem jogar juntos, sim. Desde que dois deles voltem para preencher espaço, deixando sempre o Barrios na referência. São as melhores opções de ataque do Grêmio, só precisa treinar os movimentos de recomposição - diz Christian.

Na cabeça da torcida, é questão de tempo para que a parceria dê certo. Para o gremista fanático, o trio BLB poderá ganhar as manchetes com o MSN do Barcelona, que voltou a fazer história ao obter contra o Paris Saint- Germain uma virada tida como impossível.

Paulo Nunes, ex-atacante do Grêmio

Lógico que podem jogar juntos. Eles têm características diferentes. Se fossem iguais, poderia complicar. Luan e Bolaños conseguem recompor o meio e vir com a bola de trás. E podem jogar como segundo atacante. Barrios é jogador de área. É importante ter alguém como ele na Libertadores. Tem experiência e poder de finalização. Renato sabe mexer mexer muito bem nessas posições, pois foi atacante e sabe como faz. Tendo qualidade, tem que jogar

Fonte: Zero Hora
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio