Publicada em 09/03/2017, às 23:56

Em partida aberta, Santos arranca empate contra Sporting Cristal no Peru

Peruanos saem na frente com gol de cabeça em lance irregular, mas Peixe empata no segundo tempo com Thiago Maia e tem gol anulado em lance polêmico

Thiago Maia fez o gol do Santos contra o Sporting Cristal (Foto: Ernesto Benavides/AFP)

O torcedor do Santos tinha a esperança de que a Taça Libertadores trouxesse de volta o bom futebol do ano passado. Ele não veio, mas ao menos a equipe arrancou um empate por 1 a 1 contra o Sporting Cristal, na noite desta quinta-feira, em Lima, no Peru, pela estreia na competição continental. O primeiro gol foi de Cazulo, em posição de impedimento. Thiago Maia empatou no segundo tempo. Aos 44, um lance polêmico: David Braz disputou bola pelo alto com o goleiro e ela sobrou para Ricardo Oliveira marcar. O juiz anulou o gol marcando falta do zagueiro.

Com um ponto na bagagem, o Santos volta à Baixada Santista e já pensa no São Bernardo, em partida do Campeonato Paulista marcada para o próximo domingo, no estádio 1º de maio. Pela Libertadores, o próximo compromisso será diante do The Strongest, que venceu o Santa Fe por 2 a 0. A partida está marcada para a próxima quinta-feira, na Vila Belmiro.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O jogo

O Sporting Cristal, classificado pela comissão técnica do Santos como o "Audax do Peru", fez valer o fator casa e a fama de time ofensivo no Estádio Nacional no primeiro tempo. Os peruanos tomaram a iniciativa do jogo e apertaram o Peixe.

O Cristal aproveitou a saída de bola lenta e de pouca qualidade técnica de David Braz e Cleber para pressionar e forçar os lançamentos. Acuado, o Alvinegro só tinha o contra-ataque como arma, mas não sabia aproveitar.



O gol dos mandantes não demorou para sair. E foi irregular. Lobatón levantou cobrança de bola na área e Cazulo, impedido, empurrou de cabeça para o fundo das redes. Havia quatro jogadores do Sporting sozinhos para fazer o gol, enquanto os defensores santistas levantaram os braços.

Com a vantagem, a equipe do Peru não mudou o sistema de jogo e buscou ampliar o placar. E mesmo com espaços na intermediária ofensiva, o Santos pecou no último passe e pouco criou. A melhor chance foi do zagueiro Cleber, que chutou de esquerda após bate-rebate e Mauricio Viana espalmou.

Depois do intervalo, os primeiros minutos não mudaram o cenário da partida. Mas o Peixe mostrava mais energia, sem a apatia de parte dos primeiros 45 minutos. Lucas Lima acordou e passou a acertar os passes. Aos poucos os visitantes frearam o ímpeto do Sporting Cristal e o empate chegou, em linda jogada.

Lucas acertou grande passe e achou Thiago Maia sozinho na entrada da área. O volante não se assustou. Dominou, ajeitou e fuzilou o goleiro Viana. Um golaço, aos 21.

A metade final do segundo tempo mostrou os dois times em busca do gol da vitória. E o Cristal foi mais perigoso. Vladimir fez três grandes defesas. Em compensação, o Alvinegro poderia ter virado com Ricardo Oliveira, aos 44, mas o juiz viu falta de David Braz no início do lance. Uma decisão polêmica.

No fim das contas, um empate justo.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte