Publicada em 08/03/2017, às 17:10

Agente de Emerson Santos revela que nova oferta do Botafogo foi mais baixa

Jailton Oliveira diz que clube apresentou proposta inferior à primeira e cobra volta aos jogos para negociar: "O que está sendo feito com o garoto é uma tortura psicológica"

Emerson Santos continua treinando no Botafogo sem ser relacionado (Foto: Vitor Silva / SSPress / Botafogo)

Emerson Santos e Botafogo continuam sem falar a mesma língua. Na última terça-feira, o gerente de futebol do Alvinegro, Antônio Lopes, e o empresário do zagueiro, Jailton Oliveira, tiveram mais uma reunião em General Severiano para tratar da renovação do jovem de 21 anos. Mas saíram sem nenhuma evolução. Em contato com o GloboEsporte.com nesta quarta, o agente alegou que a recusa desta vez não foi para uma proposta maior, e sim para uma oferta inferior à primeira.

– O Lopes pediu para ter uma nova reunião, e fui lá. Ele começou até elogiando o comportamento, a educação e o profissionalismo do Emerson. Mas para minha surpresa, a gente pensava que o negócio ia evoluir, mas ele veio com uma proposta inferior em números à que foi feita no dia 22 de dezembro de 2016. Ele nem sabia dessa proposta de dezembro, tive que abrir minha caixa de e-mail na reunião para mostrar. Essa reunião não evoluiu nada. O que está sendo feito com o garoto é uma tortura psicológica – reclamou o agente, que ao ser perguntado se o Botafogo tivesse repetido a oferta respondeu:

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



– Não porque essa já foi recusada. A lógica da negociação seria melhorar a proposta em relação à de dezembro. Um exemplo: eu me reúno contigo para comprar seu carro, você quer R$ 20 mil e eu ofereço R$ 18 mil, aí na outra reunião ofereço R$ 15 mil. Você vai perguntar: "Mas você tinha oferecido R$ 18 mil, como agora vai oferecer R$ 15 mil?" – questionou.

Jailton ainda voltou a reclamar do afastamento de Emerson Santos. O Botafogo nega que o jogador, que vem treinando normalmente junto com o grupo, esteja na "geladeira". Porém, ele não joga desde setembro do ano passado e sequer vem sendo relacionado. O empresário alega que Lopes não conseguiu convencê-lo do motivo para o não aproveitamento do zagueiro.

– Aproveitei para questioná-lo sobre o afastamento do Emerson. Ele não soube explicar, primeiro disse que era opção da comissão técnica. Mas argumentei que se a comissão enxerga que ele não tem condições de jogar a Libertadores, de estar no grupo, não tem sentido querer renovar. Ele gaguejou e disse que é questão da diretoria. Então por que a diretoria está tratando o Emerson com critério diferente dos outros companheiros que acabam contrato em dezembro e estão jogando? Caso do Airton, do Lindoso, do Bruno Silva... Eles também estão negociando a renovação, por que só o Emerson está afastado? O Sassá a gente sabe que é por outra questão.





Antes do treino desta quarta-feira, a reportagem flagrou Emerson sentado isolado dos outros, aparentemente cabisbaixo, e o auxiliar técnico Felipe Conceição foi conversar com ele. Irritado com a postura da diretoria do Botafogo, Jailton condicionou a continuação das negociações à volta de Emerson Santos aos campeonatos. Se o zagueiro, fora da Libertadores e do Carioca, continuar sem renovar o vínculo, que termina no final do ano, ele poderá assinar pré-contrato com outro clube a partir de julho e se transferir de graça em dezembro.

– Eu deixei claro para o Lopes que não há nada que impeça de inscrever o Emerson. Coloquei que quando o Emerson voltar a jogar, a gente volta com as negociações. O que queremos são condições iguais aos outros.

Botafogo e Jailton ainda não dão as negociações como encerradas, mas a solução parece distante, uma vez que as duas partes falam línguas diferentes, e os diálogos se arrastam desde março do ano passado. Um dos maiores entraves é o valor exigido de luvas – cerca de R$ 1 milhão em duas parcelas –, mas o Alvinegro também não concordou em ceder 25% dos direitos econômicos do jogador e pagar salários progressivos dentro de um contrato de três anos.

Fonte: GloboEsporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Botafogo