Publicada em 07/03/2017, às 09:51

Henrique vê semelhança no seu estilo com o de Fred no Flu: "Cobro muito"

Capitão do time comandado pelo técnico Abel Braga revela preocupação com os jovens jogadores do elenco tricolor e faz elogios ao papel do meio Wellington

Henrique diz que tem grande preocupação em orientar os companheiros dentro e fora de campo (Reprodução SporTV)

Líder e capitão do Fluminense por sete anos, Fred deixou o Fluminense no primeiro semestre de 2016 para defender o Atlético-MG. Após a saída do camisa 9, a braçadeira passou por alguns jogadores como Gum e Cícero. Neste ano, com a chegada do técnico Abel Braga, a faixa passou para o Henrique, que chegou ao Tricolor no início do ano passado. Em entrevista ao "Bem, Amigos!", o zagueiro campeão da Taça Guanabara disse que o seu estilo de liderar o time é semelhante ao apresentado pelo centroavante.

Apesar do pouco tempo juntos no Fluminense, Henrique destacou que, assim como Fred, costuma cobrar muito dos seus companheiros dentro e fora das quatro linhas. Aos 30 anos, o zagueiro revelou que tem grande preocupação em orientar o jovem elenco tricolor, independente de estar ou não com a braçadeira de capitão.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- Eu joguei com ele na saideira (do Fluminense). Acho que a gente é meio parecido nisso. Eu cobro muito. Não preciso da faixa. Dentro de campo a gente cobra muito e fora também. A gente tem um elenco muito jovem. Então, eu tenho uma responsabilidade muito grande de passar o que eu aprendi na minha caminhada para poder ajudá-los.

Henrique fez elogios ao comportamento do meia Wellington. O zagueiro garantiu que o companheiro, apesar de ter apenas 24 anos, mostra maturidade para cumprir um papel importante no esquema do técnico Abel Braga.

- A gente cobra e sabe da qualidade que ele tem. O Fluminense tem muitos jogadores jovens. Mas são jogadores jovens com experiência. Eles estão em um nível muito alto. Não só dele, como de todo mundo. o Wellington tem uma cabeça boa e escuta. Ele faz uma função difícil. Ele vai e volta e ainda ajuda a marcar. Então, a gente está sempre tentando orientar e cobrando para ajudar o grupo.



Campeão da Taça Guanabara, o Fluminense volta a jogar nesta quinta-feira contra o Criciúma, pela terceira fase da Copa do Brasil, no estádio Heriberto Hülse. Pelo Campeonato Carioca, o Tricolor enfrenta o Boavista, em Bacaxá, no domingo.

Fonte: SporTV
Clique para ver a matéria no site fonte