Publicada em 06/03/2017, às 20:10

Muralha rebate jornal argentino: "Na 4ª vamos ver se nossa defesa é frouxa"

Goleiro afirma que time teve jogo atípico no Fla-Flu, e não gosta de termo usado por "Olé" em análise visando jogo contra San Lorenzo na estreia da Libertadores 2017

Alex Muralha deu entrevista coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

No dia seguinte à perda do título da Taça Guanabara para o Fluminense, Alex Muralha admitiu que o Flamengo não esteve em sua melhor forma coletivamente no clássico. No entanto, o goleiro rubro-negro não gostou nada do termo usado pelo jornal argentino “Olé”, que classificou a defesa do Fla como “flojito” (algo como frágil, frouxa, em português) em uma análise visando o jogo contra o San Lorenzo pela Libertadores na próxima quarta-feira.

- Com certeza exageraram. Vamos ver na quarta se nossa defesa é frouxa mesmo. Temos que focar no nosso trabalho, ter consciência do que temos que melhorar e buscar a vitória.

Para Muralha, a atuação do Fla contra o Tricolor foi atípica e uma boa conversa entre jogadores e o treinador Zé Ricardo será o melhor caminho para que os problemas não se repitam na estreia do time na competição continental.

- Foi um jogo atípico. Coletivamente não fomos bem, erramos alguns posicionamentos, precisávamos de mais concentração, poderíamos estar mais ligados. Porém, não está tudo errado. Até ontem estávamos muito consistentes, mas infelizmente não conseguimos fazer com que isso acontecesse, mas conseguimos o resultado de empate na raça. Nesse momento, uma conversa vale mais do que o treino. Sabemos que numa conversa tudo pode ser mudado - analisou.

Leia Mais
- Flamengo passa o Corinthians e vira líder em seguidores no Facebook
- Rhodolfo tem situação regularizada e pode estrear contra a Chapecoense
- Flamengo confirma contratação de Geuvânio: 'Muito motivado'
- Ainda não rolou: Guerrero busca o primeiro gol dele no Brasileiro contra a Chape
- Leia mais notícias sobre Flamengo em www.futnet.com.br/flamengo

O goleiro lamentou a perda da Taça Guanabara, lembrou que o Flamengo ainda está vivo no Campeonato Carioca, mas ressaltou que o momento é de virar a chave para a Libertadores e pensar apenas no San Lorenzo:

- Queríamos a taça, mas acho que o jogo foi muito bonito, digno de um Fla-Flu e muito disputado. Perdemos apenas o primeiro turno, mas o Carioca ainda está em andamento e vamos buscar o título. Não há tempo para se lamentar. Na quarta-feira há uma decisão, temos que virar a chave. Perdemos invictos, nos pênaltis. Agora é focar na Libertadores. Nosso principal foco nesse momento - disse.

Confira outros trechos da coletiva de Muralha:

Estádio cheio para a estreia na Libertadores
Da nossa torcida já era de se esperar estádio cheio. A Libertadores é muito difícil, muito disputada, e tínhamos ansiedade para que começasse logo. Temos que estar comprometidos para fazer boa estreia, vencer e dar uma tranquilidade a mais para nós.

Análise do San Lorenzo
Time muito inteligente, muito forte, temos que nos preparar da melhor maneira possível. Recebemos vídeos e vamos estudar o time deles. No fim de treino, nos papeis recebemos algumas informações. Amanhã teremos uma noção melhor do que vamos enfrentar.

Preparação para a partida
Sempre procuro vídeos, ficamos um bom tempo conversando com o Victor Hugo. Conversávamos sobre isso, temos preparação jogo a jogo, então a gente fica focado nos próximos adversários. Vou ver algumas coisas, alguns documentos para estar bem preparado para quarta-feira.

Retorno ao Maracanã
É uma motivação muito grande jogar no Maraca diante da nossa torcida. É algo que vem acontecendo pouco diante de todos os problemas que vêm acontecendo. Faz tempo que o Flamengo queria voltar à Libertadores.

Fora da lista de convocados para as próximas partidas da seleção brasileira
Tite é muito inteligente e um cara muito honesto. Ele diz que observa a todos, agora o goleiro lá está tendo a oportunidade dele. Vou dar o meu melhor e estar preparado para poder ir lá quando for convocado novamente.

Sobre o Fla-Flu
Eles foram felizes nas finalizações. Não é comum, mas sabíamos que é um time rápido, poderíamos concentrar mais. águas passadas.

Fla é lento?
Nosso time não é lento. Sabemos os momentos ideias de ser veloz ou cadenciar o jogo. Sabemos o momento de controlar o jogo ou não, nosso time é sim veloz, nao é lento. É bem compacto. Foi um jogo atípico.

Derrota nos pênaltis no Fla-Flu e possíveis novas disputas
No futebol, dia a dia temos que estar sempre aprimorando técnica, tática. Poderemos em algum momento ter pênaltis, na Libertadores também. Então vamos nos preparar de todas as maneiras para estar tranquilo nos jogos.

Retorno de Ederson às atividades com o grupo
Alegria coletiva. Sempre bom ver um companheiro de volta aos gramados. Sempre acomapanhamos o Ederson no dia a dia. Pessoa extremamente dedicada. Torço muito para que volte bom e para que possa nos dar alegria.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Flamengo