Publicada em 02/03/2017, às 23:50

Recheado de jovens, Grêmio empata com Ceará e fica vivo na Primeira Liga

Tricolor e Vovô ficam no 1 a 1 em jogo com menor público da história da Arena

Lucas Coelho teve a chance para mostrar serviço, mas foi mal (Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação)

Deu para o gasto. Sem interesse na Primeira Liga e mais preocupado com o Gre-Nal do fim de semana, o Grêmio usou um time repleto de jovens e jogadores fora dos planos contra o Ceará, na noite desta quinta-feira, na Arena, com o menor público da história do estádio – apenas 2.944 pessoas. E o empate em 1 a 1 acabou justo para os dois lados. Mal no primeiro tempo, o Tricolor conseguiu melhorar na segunda etapa e igualou o placar, mas não teve forças para virar.

O empate mantém o Ceará na segunda colocação do Grupo B, com três pontos em três jogos. Mas pode ser ultrapassado por Grêmio ou América-MG, que fecham a primeira fase no dia 5 de abril. Assim como os mineiros, o Tricolor soma um ponto, pode chegar aos quatro, roubar do Vovô a vice-liderança da chave e se classificar para a segunda fase.

O time do grupo de transição do Grêmio, recheado de jovens, mas com a experiência do goleiro Bruno Grassi e do lateral-direito Wallace Oliveira teve a primeira chance logo no primeiro minuto. Após boa troca de passes, a bola caiu no pé de Lima, que mandou por cima. Mas os garotos começaram a vacilar e, aos 18, Machado dominou errado na frente da área, Tontini deu o bote, e a bola ficou com Victor Rangel, que passou para Magno Alves finalizar na saída de Grassi.

Aos 23, o Ceará tentou ampliar. O "Magnata" abriu na ponta direita da área para Tontini, que bateu cruzado, mas a bola passou à direita de Bruno Grassi. Aos 39, o Grêmio entrou na área adversária a passes, e Wallace Oiveira caiu pedindo pênalti, mas o árbitro mandou seguir. Na sequência, após bate-rebate, Lucas Coelho tocou fraco, e Rafael Pereira salvou na frente do gol.

Leia Mais
- Reforço do Grêmio chega nesta quinta-feira para realizar exames médicos
- Everton exalta força do Grêmio na vitória sobre o Furacão, mas ressalta: 'não tem nada ganho'
- Furacão controlado! Em noite artilheira de Barrios, Grêmio "põe o pé" nas semis da Copa do Brasil
- Conheça Michael Arroyo, novo reforço gremista
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

Na volta do segundo tempo, Victor Rangel assustou o goleiro gremista em chute forte da entrada da área. Quase acertou o ângulo. No minuto seguinte, o Tricolor aproveitou a chance. Wallace Oliveira cobrou falta da direita, Éverson saiu mal do gol, e Lucas Rex apareceu na segunda trave para cabecear para o gol.

Aos 11, Wallace Oliveira pegou a sobra na entrada da área do Ceará e soltou uma bomba. A bola explodiu no rosto de Romário, que desabou no gramado. Ele precisou ser substituído devido à força da pancada. Aos 15, o Grêmio quase virou em lance semelhante ao do empate, com falta cobrada por Wallace Oliveira, falha pelo alto de Éverson e cabeçada de Luxas Rex. Porém, a finalização saiu pelo lado.

Aos 18, Tontini recebeu na área e tentou o voleio, mas acertou o marcador. Já aos 26, Victor Rangel disparou na cara do gol, mas não chutou. Optou pelo passe para Tiago Cametá, que chutou desequilibrado e mandou para fora. Aos 39, o lateral-esquerdo Iago finalizou forte com a perna direita para uma boa defesa do goleiro do Ceará. Apesar de muita transpiração, as duas equipes conduziram o jogo ao 1 a 1.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio