Publicada em 02/03/2017, às 23:57

Mano exalta jogadas de bola parada, mas puxa orelha por gol sofrido no fim

Treinador do Cruzeiro valoriza vitória depois de folga prolongada e vislumbra sequência complicada com jogos e calendário apertado

Mano Menezes indica que Cruzeiro treina muito em lances de bola parada (Foto: Washington Alves)

O Cruzeiro venceu a Caldense por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Mineiro, no Mineirão. O treinador Mano Menezes valorizou o resultado, que deixou o time a dois pontos do Atlético-MG, líder do Estadual (confira aqui a tabela completa).

O técnico cruzeirense ressaltou o desempenho da equipe no primeiro jogo após a pausa de quatro dia pelo feriado do Carnaval. No entanto, Mano deu um puxão de orelha no time pelo gol tomado no final do jogo.

- A vitória foi importante, porque é o retorno de uma parada. Isso sempre cria um grau de dificuldade maior para voltar o ritmo. A equipe fez um bom primeiro tempo, envolveu o adversário, aumentou a pressão, construiu a vitória, uma boa vantagem. Iniciou o segundo tempo com um bom ritmo, na última parte diminuiu um pouco. Tive que fazer duas substituições nas laterais, o que impossibilitou de mudar do meio pra frente, que desgasta mais. A gente pecou um pouco nessa força ofensiva. Única coisa que não me agradou foi o gol que tomamos no final. Foi um descuido. Ficamos olhando para cima. Não gosto disso porque isso pode acontecer num jogo em que o resultado está mais justo. Falei isso com os jogadores, temos que equilibrar o desgaste.

A Raposa construiu a vitória com dois gols de Henrique (veja como foi no vídeo acima), ambos oriundos de lances de bola parada. O treinador do Cruzeiro exaltou o trabalho feito na Toca da Raposa neste tipo de jogada e elogiou a postura do volante artilheiro.

Leia Mais
- Fábio critica "haters" e fala sobre sondagem de rival: "Se fosse por dinheiro, já tinha saído"
- No Instagram, Fábio pede 'menos ódio' aos críticos
- Em jogo de reviravoltas, Cruzeiro busca empate no Mineirão e impede Grêmio de ser líder
- Fifa intima Cruzeiro a pagar dívida por Ábila, mas time promete recurso
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

- A gente costuma trabalhar a bola parada, ela significa bastante. Principalmente quando se enfrenta um time que se defende mais. Henrique é um jogador que tem um bom tempo sabe entrar nos lugares onde a bola passa. Não é um jogador de ficar trombando, tem boa impulsão. Ontem, trabalhamos isso. Uma delas com boa impulsão do Manoel, outras com o Ariel. Então, você vai tentando achar soluções, porque tem que ganhar de várias maneiras.

Rumo a liderança e sequência difícil

Com a vitória, o Cruzeiro segue na segunda posição, com 13 pontos, dois atrás do Atlético-MG, que está com 100% de aproveitamento. Domingo, a Raposa enfrenta o América, de Teófilo Ótoni, no Estádio Nassri Mattar, domingo, às 16h (de Brasília). Mano disse que pretende usar força máxima que puder, com as dúvidas de Ezequiel e Diogo Barbosa, que saíram lesionados.

- Não pretendo. Nós temos uma diferença de dois pontos em relação ao líder e temos que buscar não deixar essa diferença aumentar. É isso que esta se jogando na fase eliminatória. Nós estamos jogando isso, temos que nos preocupar com isso, estamos lutando pela classificação, mas não nos classificamos ainda. Vamos ter um jogo difícil pelo que olhei. Vamos trabalhar com a força que temos, só não vou ter talvez o Diogo, talvez o Ezequiel pela batida, o tostão que levou. Vamos avaliar quem vamos ter condição de usar.

Após a partida contra o América, de Teófilo Otoni, o Cruzeiro segue viajando. Na próxima semana, encara o Murici pela terceira fase da Copa do Brasil, no José Gomes da Costa, em Alagoas. Na sequência, terá o clássico contra o América-MG, no dia 12, em BH, pelo Mineiro; o jogo de volta com o Murici pela Copa do Brasil, em casa, no dia 15; o Tombense, no dia 19. Depois, vai a Santa Catarina enfrentar o Joinville pela Primeira Liga (dia 21) e fecha o mês visitando o Uberlândia (dia 25). Mano não se preocupa com a sequência e acredita que o time saberá dosar o desempenho em todas as competições.

- Com o jogo de hoje, vamos completar nos próximos 39 dias, onze jogos. A gente ganha o campeonato aos pouquinhos, tendo força nas outras competições também, vamos saber equilibrar.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Cruzeiro