Publicada em 02/03/2017, às 10:56

Confiante nos reforços, Cristóvão aposta em evolução após vaga sofrida

Técnico reforça convicção no trabalho, cita participação de Wagner e diz que time ainda tem a crescer. Ele diz conhecer o Vitória, adversário da próxima fase

Cristóvão Borges, técnico do Vasco (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco)

Wagner marcou o gol da classificação e dá indícios de que pode se tornar um jogador decisivo. Luís Fabiano ainda nem estreou, mas já convive com o status de provável goleador do time. Aos poucos, Escudero vai se soltando. Fatores que animam Cristóvão Borges. Apesar de a vaga na terceira fase da Copa do Brasil ter sido conquistada de forma sofrida diante do Vila Nova, o técnico aposta em uma evolução a curto prazo do Vasco.

Após a vitória de 2 a 1 em Goiânia, Cristóvão reforçou a confiança no trabalho, sobretudo porque avalia que novos atletas de qualidade no elenco ainda estão em processo de adaptação, mas já vêm dando bons sinais. Com isso, ele projeta um melhor desempenho da equipe e mais tranquilidade no cargo.

- Só mesmo trabalhando, mantendo nossas convicções, pois sabemos o que estamos fazendo. É um processo. Trouxemos jogadores bons para reforçar o elenco. Eles vão dar alegria a nossa torcida. Sabemos disso. Só que alguns estavam há muito tempo sem jogar. Eles precisam entrar em forma. Hoje (quarta-feira) mesmo o Wagner já foi melhor do que em outros jogos. Conseguiu fazer gol, o que é importante para ele. Não tem milagre. É com tempo. Mas nesse tempo, temos que ir conquistando os resultados, aí tudo fica melhor. Todo mundo fica contente.

Leia Mais
- Fla x Vasco: ingressos para clássico no DF custam entre R$ 40 e R$ 200
- Campeão sul-americano, Paulinho se diz pronto para chance no profissional
- Cruzeiro tem o melhor aproveitamento entre clubes da Série A; veja ranking
- Confira os relacionados do Vasco para a partida contra o Madureira
- Leia mais notícias sobre Vasco da Gama em www.futnet.com.br/vasco

Ao bater o Vila Nova, o Vasco avançou para enfrentar o Vitória na próxima fase da Copa do Brasil, que passa a ter duelos de ida e volta. Como já foi técnico do Bahia, Cristóvão diz que sabe também das qualidades do rival e próximo adversário cruzmaltino. Ele descarta vida fácil para sua equipe.

- O Vitória eu conheço bem. É um adversário difícil. A diferença é que serão dois jogos, mas o torneio continua sendo difícil. A Copa do Brasil é assim. Basta ver os resultados. Todo mundo passa dificuldade também. Às vezes, encontramos facilidade, mas na maior parte das vezes, não. Torneio longo e com mata-mata. Tem que saber jogar.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Vasco da Gama