Publicada em 02/03/2017, às 23:58

Caso liminar não caia, Fla e Flu avaliam jogar de portões fechados no domingo

Ferj tenta reverter no plantão do judiciário e clubes também entram com recurso, mas já discutem possibilidade de jogar sem torcida na final da Taça Guanabara

O tricolor Cacá Cardoso, à esquerda, e o rubro-negro Eduardo Bandeira de Mello, à direita, querem o mesmo (Foto: BRUNNO DANTAS/TJRJ)

O departamento jurídico da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro entrou com agravo de instrumento para tentar derrubar a liminar de torcida única para clássicos no estado do Rio de Janeiro. A decisão em vigor impede o Fla-Flu de domingo com duas torcidas - por sorteio de mando de campo, apenas os ingressos para a torcida tricolor serão comercializados. Os clubes, que também foram à Justiça, discutem alternativa: jogar a final de domingo com portões fechados. O adiamento da partida final da Taça Guanabara está descartado por clubes e Ferj.

Os clubes conversaram durante toda a tarde e início da noite e avaliaram a medida, mesmo considerada radical, como solução de consenso diante da impossibilidade de levarem as duas torcidas para o campo. Por volta de 22h, os departamentos jurídicos entraram com o recurso, que vai ser analisado por desembargador do plantão do judiciário.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



O adiamento traria prejuízos na programação dos clubes que ainda têm a Primeira Liga, Copa do Brasil e Libertadores apertando o calendário. Todas manifestações públicas do presidente do Fluminense, Pedro Abad, e do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, foram no sentido de não atuarem com apenas uma das torcidas.

Apesar da intenção da dupla Fla-Flu, ainda há esperança de que a liminar caia no plantão do judiciário nesta quinta-feira. A Procuradoria Geral do Estado ainda não se manifestou.

Nesta tarde de quinta-feira, o MP divulgou comunicado e disse que vai propor Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a partir de segunda-feira. O Ministério Público quer que um clube se responsabilize e pague multa de R$ 3 milhões caso organizada cause lesão grave ou morte. Além disso, o TAC, que teria que contar com anuência dos quatro grandes, propõe proibição do comparecimento dos torcedores do respectivo time por três clássicos consecutivos.



A venda de ingressos, prevista para ter início às 16h, ainda não começou para o clássico. Por enquanto, apenas as entradas para a torcida do Fluminense - setor oeste e norte - tinham permissão para serem comercializados.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte