Publicada em 28/02/2017, às 16:51

Retorno de Fábio e dúvida de Mano: manter Rafael ou voltar o velho ídolo?

Após sete meses afastado, com lesão no joelho, Fábio está à disposição do técnico e deve ser relacionado pela primeira para o jogo desta quinta-feira, contra a Caldense

Rafael virou sinônimo de segurança no gol do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press)

Nada melhor do que começar a montar um time com um grande goleiro. O Cruzeiro tem dois.E é este "problema" que o técnico Mano Menezes vai ter que resolver. Nesta quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), o Cruzeiro recebe a Caldense, no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. E Fábio deve ser relacionado pela primeira vez para um jogo desde que se contundiu.

O capitão do Cruzeiro e jogador que mais vestiu a camisa do clube, com 705 partidas, passou por uma cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho direito após o jogo com o Coritiba, no Campeonato Brasileiro, em agosto do ano passado. A previsão de retorno aos gramados, inicialmente, era em abril deste ano.

O goleiro foi liberado do departamento médico dia 24 de janeiro e começou a trabalhar com os preparadores físicos do clube para apurar a melhor forma e recuperar o tempo perdido. No último dia 20, ele retornou à rotina normal e passou a treinar com o restante do elenco. Fábio está 100% pronto para voltar.

Leia Mais
- Vice-artilheiro no ano, Ábila quer ajudar Raposa a melhorar finalização
- Invencibilidade 15 jogos não ilude Mano na primeira fase do Mineiro
- Mano minimiza baixo rendimento do ataque e contusões no Cruzeiro
- Com Ramón Ábila no ataque, Cruzeiro está pronto para encarar o Uberlândia
- Leia mais notícias sobre Cruzeiro em www.futnet.com.br/cruzeiro

Sucesso de Rafael

Durante o tempo em que Fábio se recuperava da contusão, a torcida do Cruzeiro teve uma grata surpresa. Não que os cruzeirenses desconfiassem da qualidade técnica de Rafael, mas o fato de o camisa 12 nunca ter tido uma longa sequência de jogos na carreira profissional deixava os torcedores com a pulga atrás da orelha. Os quatro meses finais de 2017, no entanto, fizeram com que Rafael caísse definitivamente na graça da torcida, que se esqueceu do velho ídolo.

Com Fábio recuperado e Rafael em excelente fase técnica, Mano Menezes terá o maior dilema entre todas as suas dores de cabeça boas: manter o atual titular que deu conta do recado ou voltar o dono do gol do Cruzeiro em 11 temporadas seguidas.

Demais setores

A disputa por uma vaga no time titular do Cruzeiro em 2017 está muito acirrada. O forte elenco permite ao técnico Mano Menezes ter boas opções para todas as posições. Ezequiel é titular da lateral direita, mas tem a sombra de Mayke. Assim como Diogo Barbosa e Fabrício, na esquerda, e Rafael Sobis e Ramón Ábila, no comando do ataque. Todos os setores do time estão com concorrência pesada. Caicedo, Léo e Manoel brigam por duas vagas na zaga. São cinco bons volantes - Henrique, Ariel Cabral, Hudson, Lucas Silva e Lucas Romero - para apenas dois lugares na equipe. Na armação, outra guerra: Thiago Neves, Arrascaeta, Robinho, Rafinha, Alisson, Raniel, Marcos Vinícius e Élber estão à disposição para as três posições.

Mano Menezes não se queixa. Pelo contrário. Sempre que fala sobre o assunto, o treinador costuma dizer que tem dormido tranquilo e que perdia o sono era quando o time não tinha tantas opções.

Fonte: GloboEsporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Cruzeiro